Inglaterra

Mourinho alerta rivais: esqueçam o Falcao do Manchester United

Radamel Falcao García se tornou um dos atacantes mais letais do mundo nos últimos anos. Desde as suas ótimas temporadas no Porto, ele vem chamando a atenção e vivendo transferências milionárias. Pela primeira vez desde que deixou o Porto, em 2011, Falcao chega a um novo clube cercado de desconfianças do seu desempenho em campo. No Chelsea, ele terá o desafio de provar que pode ser o artilheiro que mostrou em outros clubes, menos no Manchester United, seu único fracasso na carreira. Segundo o técnico José Mourinho, é bom os adversários e prepararem, porque o colombiano chega a Stamford Bridge muito motivado.

ANÁLISE: O Chelsea oferece a chance de ouro para Falcao voltar a brilhar

Em 2009, ele deixou o River Plate rumo ao Porto por € 5,43 milhões. Ficou no Porto até 2011, quando se transferiu ao Atlético de Madrid por € 40 milhões. O valor, considerado muito caro na época, se tornou mais do que justificável. Seu sucesso foi tamanho que veio o Monaco para contratá-lo, em 2013, por € 60 milhões. O Manchester United o contratou por empréstimo de € 7,6 milhões em 2014, mas diferente das outras vezes, Falcao fracassou. Aos 29 anos, vindo de lesões, a pergunta que ficou foi: e agora, será que Falcao não é mais o mesmo? O Chelsea apostou. Foi até o Monaco e o contratou por empréstimo, também por uma temporada, com valor fixado de compra.

“Estou muito contente por ir representar o Chelsea e estou ansioso por começar a treinar, para ajudar a equipa a defender o título e a conseguir êxitos na Europa”, declarou o jogador ao assinar o contrato com o Chelsea. Para ter Falcao, o Chelsea emprestou o meio-campista croata Mario Pasalic, de 20 anos, que na temporada passada defendeu o Elche, da Espanha.

Mas como apostar em Falcao depois de uma temporada em que ele marcou apenas quatro gols na Premier League e não conseguiu ter sequência no time, mesmo com o principal concorrente da posição, Robin van Persie, também não jogando bem? Mourinho, que enfrentou o jogador na Espanha, quando ele defendia o Atlético de Madrid, resolveu apostar depois de conversar com o colombiano.

“É tudo sobre a sua motivação. Quando você não é um jogador de topo, você nunca se sente frustrado. Quando você é, você tem que viver com isso por toda a sua carreira e tem que se adaptar a isso. Nós sentimos a sua frustração”, declarou Mourinho. “Ele não está feliz que na Inglaterra as pessoas achem que ele não é tão bom quanto é e sua motivação está aqui”, contou o técnico português.

A transferência aconteceu em grande parte porque Falcao fez com que acontecesse. “Ele fez muitas coisas para vir para cá. Ele perdeu dinheiro para vir para cá, ele não quis ouvir outras ofertas. Ele nos ajudou muito a fazer negócio com o Monaco. Então, com todas essas coisas juntas, nós achamos que podemos ajudá-lo e ele pode nos ajudar”, explicou Mourinho.

Com um salário de mais de € 740 mil mensais, a expectativa é que ele realmente possa corresponder. O Chelsea tem Diego Costa como seu principal nome no ataque e Didier Drogba deve deixar o time. Falcao e Diego Costa chegaram a dividir o ataque do Atlético de Madrid e foram muito bem juntos. Talvez Mourinho aposte que possa fazer o mesmo no Chelsea, talvez mudando o esquema tático do time e jogando em um 4-4-2 mais ortodoxo, com Hazard de um lado, Willian de outro e Matic e Fàbregas pelo meio, com Falcao e Diego Costa no ataque. Esta deve ao menos ser uma possibilidade.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo