InglaterraPremier League

Kane comprometeu seu futuro com o Tottenham, mas passado é do Arsenal

Antes de ser a grande estrela da vitória de virada do Tottenham sobre o Arsenal por 2 a 1, Harry Kane, de apenas 21 anos, afirmou que gostaria de reproduzir nos Spurs algo semelhante ao que fez Giggs no Manchester United, passando toda sua carreira em um só clube e escrevendo seu nome não só na história da agremiação, como também da liga. Enquanto o futuro do atacante ainda é incerto e a ligação duradoura com o clube é apenas uma vontade, seu passado é concreto – e tem a cor vermelha do maior rival.

VEJA TAMBÉM: Jovem, mas decisivo: Kane lidera virada do Tottenham sobre o Arsenal

Há alguns meses, surgiu nas redes sociais uma foto de um time mirim do Arsenal pelo qual Kane atuava. O atacante se justificou, revelando que antes de se juntar à base do Tottenham, quando tinha oito anos, jogou pelo maior rival, mas porque era criança e só queria jogar bola. Entretanto, horas após dar aos Spurs a vitória no North London Derby, outra foto antiga da relação do garoto com o Arsenal surgiu, desta vez difícil de desconversar.

De cabelo pintado de vermelho e uniformizado, Kane aparece na imagem durante o desfile de comemoração do mais emblemático título do Arsenal na Premier League, em 2004, na temporada dos Invincibles, última vez que os Gunners levantaram a taça.

Isso pode incomodar alguns poucos torcedores do Tottenham, mas a verdade é que, enquanto estiver marcando tantos gols e decidindo clássicos como tem feito nesta temporada, a maioria da torcida pouco se importa com qual seja seu passado. Mas ficou difícil falar que esse passado não está atrelado ao lado vermelho do norte de Londres.

À esquerda, o então fanático pelos Gunners Harry Kane
À esquerda, o então fanático pelos Gunners Harry Kane

Mostrar mais

Leo Escudeiro

Apaixonado pela estética em torno do futebol tanto quanto pelo esporte em si. Formado em jornalismo pela Cásper Líbero, com pós-graduação em futebol pela Universidade Trivela (alerta de piada, não temos curso). Respeita o passado do esporte, mas quer é saber do futuro (“interesse eterno pelo futebol moderno!”).

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo