ArgentinaInglaterra

Jonas Gutiérrez tatuou no braço a vitória contra o câncer

Jonas Gutiérrez viveu uma luta que ninguém quer viver: contra o câncer. O jogador, de 31 anos, viveu momentos difíceis enfrentando um câncer de testículos. O argentino teve que voltar ao seu país para tratar da doença, mas conseguiu superar e agora resolveu deixar uma marca eterna na sua vida sobre isso. Ele tatuou no braço a mensagem “I’m alive again, more alive than I had ever been in my life” (“Estou vivo de novo, mas vivo do que jamais estive na minha vida”).

HOMENAGEM: Recuperando-se de tumor, Jonás Gutiérrez sabe que sempre contará com Cissé
FORÇA: Nem a quimioterapia impediu Jonás Gutiérrez de correr uma maratona
SOLIDARIEDADE: Recuperado de câncer, Gutiérrez recebe homenagens até de rivais do Newcastle

O meio-campista, que chegou a jogar como lateral direito na seleção argentina comandada por Maradona, na Copa de 2010, tem como característica mais marcante a garra. É um jogador que se dedica muito e, por isso, é querido pelos torcedores. Em má fase técnica, foi emprestado ao Norwich nesta temporada na Inglaterra e acabou descobrindo estar com câncer. Mesmo lutando contra a doença, ele correu uma maratona, 42 quilômetros, e mostrou que não se entregaria fácil. Venceu o câncer e acabou sendo homenageado até por rivais do Newcastle.

Depois de receber alta no dia 3 de novembro, ele considera esse o seu dia de renascimento. Por isso, fez uma tatuagem com a mensagem que o lembra de mais uma batalha vencida. Não dá para duvidar que ele voltará a jogar. Com a força que tem, voltará, seja no Newcastle, clube com o qual tem contrato, seja em qualquer outro lugar. Afinal, para quem venceu o câncer, qualquer outro desafio é moleza de ser encarado.

Veja a tatuagem de Jonas Gutiérrez:

Jonas Gutierrez tatuagem

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo