InglaterraPremier League

Ferguson aposentou-se duas semanas após falar de projeto e garantir a Evra que ficaria

Quando uma figura do futebol tão grande como Alex Ferguson deixa o futebol, é normal que sua partida reverbere por um bom tempo, sobretudo quando o clube envolvido tem tanta dificuldade para encontrar um substituto para ele. Talvez essa pessoa sequer apareça algum dia. O treinador era uma figura muito ímpar, como diversas pessoas que trabalharam com o escocês fazem parecer, através de suas declarações sobre o ex-técnico. E foi essa aura criada em torno de Ferguson – e reforçada pelo sucesso que teve em sua carreira – que fez tanta gente lamentar sua aposentadoria bastante inesperada. Mesmo algumas das pessoas mais próximas do treinador foram pegas de surpresa, como o lateral esquerdo Evra, que revelou que duas semanas antes do anúncio Ferguson garantia que ficaria por mais tempo e até traçava um plano ambicioso para a temporada seguinte.

VEJA TAMBÉM: Manchester City e Arsenal crescem durante queda do United e começam a afunilar briga pelo título

Em entrevista ao jornal Sunday Times, Evra contou que Ferguson lhe disse que ficaria mais cinco anos no comando do Manchester United e que preparava para 2013/14 o retorno de Cristiano Ronaldo ao Old Trafford. A maneira como o então técnico do United lhe confidenciou essas coisas fez o lateral da Juventus acreditar em uma volta do United ao antigo patamar de potência europeia.

“Lembro que conversamos talvez duas semanas antes (de o escocês anunciar a aposentadoria), e ele disse: ‘Patrice, ficarei por mais cinco anos’. Eu disse: ‘Sim,chefe. Vamos lá’. Eu estava tão convencido disso. Ele parecia cada vez mais jovem, era incrível. Ele até me disse: ‘É 99% de certeza que Cristiano Ronaldo virá’. Eu fiquei meio que ‘nossa, estamos prontos para dar um salto de volta (ao nível anterior) e até mesmo para vencer a Champions League novamente”, revelou o francês.

Segundo o Sunday Times, Ferguson vinha trabalhando na contratação de Cristiano Ronaldo, e o craque desejava mesmo voltar ao clube em que se consagrou mundialmente pela primeira vez. A decisão pela aposentadoria do treinador, que segundo o que Ferguson contou a seus jogadores havia acontecido por causa da morte da irmã da esposa do escocês, acabou afetando os planos. “Sabe quando você está perdido e sente que o mundo está desabando? Foi um grande trauma, me senti perdido”, lembra Evra, resumindo a reação de muitos dos jogadores do Manchester United.

A influência que Ferguson podia causar em seus jogadores ia muito além da mera confiança na busca por títulos ou sucesso dentro de campo. Aos 34 anos, Evra pretende seguir no futebol após se aposentar, como treinador, tem aproveitado o tempo na Itália para absorver conhecimentos táticos e só passou a considerar essa opção após uma de suas conversas com o ex-técnico, como relata o jogador da Juve. “Patrice, duas pessoas deste time serão ótimos treinadores , você e Ryan Giggs”, disse-lhe uma vez Ferguson. “Confie em mim. Você entende de futebol, sabe como falar com as pessoas, tem liderança. Esqueça as táticas e tudo, você sabe como passar sua paixão. Você pode facilmente passar suas inspiração, sua liderança. Confie em mim, tire suas licenças (da Uefa para ser treinador).”

Mostrar mais

Leo Escudeiro

Apaixonado pela estética em torno do futebol tanto quanto pelo esporte em si. Formado em jornalismo pela Cásper Líbero, com pós-graduação em futebol pela Universidade Trivela (alerta de piada, não temos curso). Respeita o passado do esporte, mas quer é saber do futuro (“interesse eterno pelo futebol moderno!”).

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo