InglaterraPremier League

Estão usando drones em partidas de futebol, e isso está se tornando um problema na Inglaterra

O uso de um drone que carregava uma bandeira causou uma baita confusão no jogo entre Sérvia e Albânia na última terça-feira. Apesar de bastante pontual e com seu próprio contexto, o incidente não é o único envolvendo drones e futebol, e dirigentes na Inglaterra estão preocupados com isso. Se é de fato pela segurança, como eles alegam, não sabemos. Isso porque um canal no Youtube passou a publicar há algumas semanas belíssimas imagens de partidas da primeira e segunda divisões do país. Como sabemos, emissoras de TV pagam muito caro para captar e transmitir os jogos, e esse cinegrafista amador aparecer com essas imagens fantásticas não é a melhor coisa que lhes poderia acontecer. É válido lembrar que certas competições não permitem nem mesmo torcedores presentes no estádio de gravar jogadas.

VEJA TAMBÉM: Raúl chega a Nova York para levar o Cosmos de volta ao passado

No último sábado, um homem de Nottingham foi detido nos arredores do Estádio Etihad, do Manchester City, por estar controlando um drone sobre a arquibancada leste da arena. Não há confirmações se trata-se da mesma pessoa, mas alguém tem filmado partidas há cerca de um mês e publicado no canal PV2+ Adventures, no Youtube – com imagens são fantásticas. E o que levanta a possibilidade de ser o mesmo homem é o fato de que times de Nottingham já aparecerem frequentemente em seus vídeos.

O problema disso tudo é que a Inglaterra tem leis restritas quanto a esse tipo de atividade. Porta-voz da Autoridade de Ação Civil britânica, Jonathan Nicholson foi bastante claro em entrevista à BBC: “As regras no Reino Unido se aplicar a qualquer um. Não importa se você vai sobrevoar um campo de futebol, um parque ou qualquer outro lugar. Você não deveria voar um drone de qualquer tipo em um raio de 150 metros de uma área construída”. O policial Mark Holland, de Nottingham, reforça a preocupação. “Claramente estamos preocupados com a segurança pública. Esses drones podem pesar vários quilos e, uma vez fora de vista, podem causar alguns problemas”, argumentou.

Na mesma matéria da BBC, o responsável pelo canal, sem revelar sua identidade, se defendeu das acusações de que sua atividade seja ilegal. “Acredito que estou dentro das regras. As pessoas são negativas porque isso é algo novo e elas não entendem. Acho que as regras dizem que você tem que estar mais de cinquenta metros acima de áreas construídas, isso durante a decolagem. Desde que você mantenha ao alcance da vista, está tudo bem. Não estou dizendo que não podem ocorrer problemas, mas eles dependem de má pilotagem. É simplesmente como pessoas dirigindo mal um carro”, afirmou o cinegrafista.

Dirigentes da Football League, que cuida da segunda, terceira e quarta divisões, e também da Premier League já demonstraram preocupação com a situação, com a primeira entidade tendo inclusive entrado em contato com a Autoridade de Ação Civil, pedindo instruções de procedimentos. Há uma preocupação expressa – e justificada – com a segurança de torcedores e jogadores no estádio, pelo risco de perda de controle do drone.

Em meio a toda essa discussão, algumas pessoas já até estão sugerindo que as próprias emissoras de tevê incluam em sua transmissão cenas gravas por meio de drones, de maneira segura. E, julgando pelas imagens obtidas pelo PV2+ Adventures, essa seria uma bela de uma ideia. Dá uma olhada nas imagens abaixo.



Mostrar mais

Leo Escudeiro

Apaixonado pela estética em torno do futebol tanto quanto pelo esporte em si. Formado em jornalismo pela Cásper Líbero, com pós-graduação em futebol pela Universidade Trivela (alerta de piada, não temos curso). Respeita o passado do esporte, mas quer é saber do futuro (“interesse eterno pelo futebol moderno!”).

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo