Inglaterra

De italiano para italiano: multi-homem Kanté será um soldado de Conte no Chelsea

Um dos jogadores responsáveis pela maior surpresa da temporada passada, o título do Leicester na Premier League, N’Golo Kanté deixou o Leicester. No sábado o volante francês foi anunciado como jogador do Chelsea. Assinou por quatro temporadas, depois do pagamento de €35,8 milhões. Vai para o time de Antonio Conte, que fez ótima Eurocopa pela Itália – onde Kanté também estava pela finalista França. Ou seja: ele deixa um técnico italiano, Claudio Ranieri, para outro, Antonio Conte.

LEIA TAMBÉM: A primeira coletiva de Conte no Chelsea foi um espetáculo

Conhecido pelo tanto que corre em campo, o jogador foi muito elogiado por Ranieri e mostrou que é um multi-homem também pela França. Lembra o herói Multi-Homem, do desenho “Os Impossíveis”. “Eu estou muito feliz em ter assinado por um dos maiores clubes da Europa. É um sonho que se torna realidade”, disse Kanté. “A oportunidade de trabalhar com Antonio Conte, um técnico brilhante, e alguns dos melhores jogadores do mundo era simplesmente boa demais para recusar”.

Campeão pelo Leicester na temporada 2015/16, Kanté se torno titular da seleção francesa e disputou a Eurocopa. Acabou perdendo a posição durante o torneio, mas foi um jogador importante.

“Minha primeira temporada no futebol inglês foi muito especial e agora eu espero seguir e conseguir mais durante meus anos como jogador do Chelsea. Eu estou ansioso para conhecer meus novos companheiros e ajudar o clube a conseguir sucesso”, disse o jogador ao site do clube, após a confirmação da contratação.

Conte ainda quer contratar “dois ou três jogadores”, segundo o próprio técnico declarou no fim de semana, em jogo de pré-temporada do Chelsea. “Nós estamos conversando com o clube e nós sabemos que este time precisa de reforço. Eu tenho certeza que nos próximos dias nós podemos chegar ao nosso objetivo de reforçar o time, ficar mais perto dos outros times”, declarou o técnico do Chelsea.

Claudio Ranieri, técnico do Leicester, também lamentou a saída de Kanté, mas disse que é compreensível. “Pode acontecer de você perder um membro importante do elenco, mas eu esperava que todo mundo ficasse e ouvisse o meu conselho, que foi que nós todos vivêssemos a experiência da aventura na Champions League juntos”, afirmou Ranieri ao jornal Gazzetta dello Sport. “Então, todo mundo poderia ficar livre para fazer algo diferente na próxima temporada”, continuou. “Mas eu sei que uma proposta de um clube como o Chelsea não pode te deixar indiferente”.

O Leicester, em seu site, explicou a saída do seu volante, que acabou gerando um grande lucro ao clube. Contratado por € 9 milhões junto ao Caen, ele se tornou um dos melhores da posição na Premier League, concorrendo inclusive ao prêmio de melhor jogador, e deixa o clube por € 35,8 milhões para o Chelsea. Sua falta, porém, será muito sentida.

“Apesar da oferta de um contrato de longa duração com uma melhora substancial feita antes da Eurocopa, ficou claro depois do torneio que o desejo de N’Golo era ir para o Chelsea”, diz a nota publicada no site do clube. “O Leicester City gostaria de registrar seus sinceros agradecimentos a N’Golo por sua contribuição para a temporada mais bem sucedida da história do clube. Ele sai com os melhores desejos de todos no Leicester City”.

No Chelsea, ele tem tudo para ser titular. Fez uma temporada muito melhor que a de Matic, que também é ótimo jogador. Pode até ser titular ao lado do sérvio, formando uma linha de meio-campo mais defensiva e tendo também liberdade para aparecer no ataque, como também acontecia no Leicester. Fàbregas, assim, poderia ficar mais solto para ser meia, com as ótimas opções do time pelos lados do campo, como Willian e Hazard.

TRIVELA FC: Conheça nosso programa de relacionamento, ganhe benefícios e marque um gol pelo jornalismo independente!

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo