InglaterraPremier League

Como acabará a Premier League segundo a simulação oficial do Football Manager

A 14 rodadas do fim, a Premier League conta com um líder surpreendente e muitas disputas a rolar: título, vagas europeias, rebaixados… Será que o Leicester City conseguirá manter a campanha dos sonhos até o fim e faturar um título que, ao início da temporada, era tão impensável? Como o Chelsea se sairá em sua reta final, sob o comando de Guus Hiddink, na busca pela recuperação de uma campanha que parecia perdida? E o Manchester United, de Van Gaal? Encontrará a consistência que até agora não apresentou? A equipe da Sports Interactive resolveu simular o restante do Campeonato Inglês para ver como cada narrativa se desenrolaria, e o resultado foi bastante interessante, embora possa parecer desanimador para aqueles que sonhavam com um título do Leicester.

VEJA TAMBÉM: Klopp alerta Guardiola: Na Inglaterra será mais difícil do que na Alemanha

Como você pode ter deduzido pela imagem que abre o post, o Manchester City acabou ficando com a taça na simulação feita no Football Manager, e a conquista vem de forma marcante. A equipe, na temporada de despedida de Manuel Pellegrini, ficou apenas com um ponto a mais que o segundo colocado Arsenal, e os dois se enfrentaram na penúltima rodada da competição, com vitória por 3 a 1 dos Citizens no Etihad. O Leicester, que, atualmente, na vida real, lidera com 50 pontos em 24 jogos, terminou em terceiro, com 11 pontos a menos que os campeões, após cair de produção na reta final, com derrotas consecutivas para Sunderland, West Ham e Swansea. Individualmente, no entanto, suas estrelas da temporada continuaram brilhando.

Jamie Vardy, que atualmente conta com 18 gols na Premier League, marcou mais oito nos jogos restantes, ganhando uma vaga no elenco da seleção inglesa que se prepara para a disputa da Eurocopa 2016. Riyad Mahrez, por sua vez, também manteve o altíssimo nível, terminando a competição como o segundo melhor jogador, atrás apenas de Mesut Özil, do Arsenal.

Pouco mais abaixo na tabela, o Tottenham ficou com o quarto lugar e, consequentemente, a vaga nos playoffs da Champions League, enquanto Manchester United, Chelsea e Liverpool, com 66 pontos cada, foram para a Liga Europa. Você não leu errado. Na simulação da Sports Interactive, Guus Hiddink conduz os Blues a uma segunda metade de temporada incrível, perdendo pontos em apenas uma de suas 14 partidas restantes, com ótimas atuações de Diego Costa, Willian e Oscar. United e Liverpool, como fica evidente pela colocação, mantiveram a irregularidade, apesar dos ataques da dupla terem melhorado, sobretudo no time de Merseyside, que viu Firmino e Coutinho entrarem em grande fase.

Na parte de baixo da tabela, a briga foi acirrada para se manter na elite e abocanhar parte do lucrativo novo acordo de televisão. O Aston Villa não conseguiu se recuperar da temporada ruim que fez até pouco além da primeira metade da competição. O time até melhorou na reta final, vencendo Everton e Southampton, mas acabou mesmo na lanterna, sendo rebaixado na Premier League pela primeira vez em sua história. Outro a enfrentar o descenso foi o Sunderland, que passou por uma sequência de dez jogos sem vitórias entre janeiro e março e viu a queda se tornar apenas questão de tempo.

O recém-promovido Bournemouth completa a relação de rebaixados, não resistindo a seu primeiro ano na Premier League, apesar do bom desempenho de sua dupla de ataque, Benik Afobe e Lewis Grabban. Dos promovidos nesta temporada, aliás, o Watford é o que tem melhor desempenho. Ighalo seguiu imparável no ataque e acabou atraindo o interesse do Manchester United.

A simulação da Sports Interactive ainda incluiu a campanha dos times na Championship. O Hull City sagrou-se o campeão da segundona inglesa, e o Middlesbrough também garantiu seu lugar na Premier League 2016/17, das grandes cifras. Nos playoffs pela terceira vaga, Burnley, Derby, Brighton e Cardiff são os competidores. Para manter um pouco do segredo, os responsáveis pela simulação no Football Manager decidiram não definir o vencedor.

É empolgante imaginar a narrativa proposta pela Sports Interactive, ainda que cada pessoa tenha preferência pelo sucesso de uma ou outra equipe. A sensação que a simulação no Football Manager traz é de que, não importa como se desenrolem todas essas histórias, no final estaremos diante de uma grande temporada no futebol inglês, repleta delas. Cheia de personagens interessantes e de narrativas paralelas que ajudam a construir um todo fascinante. E a expectativa é de ainda mais equilíbrio a partir da próxima temporada, com todos os clubes recebendo ainda mais verbas pelo acordo de TV.

Confira a classificação final da simulação no Football Manager:

classificacao

Mostrar mais

Leo Escudeiro

Apaixonado pela estética em torno do futebol tanto quanto pelo esporte em si. Formado em jornalismo pela Cásper Líbero, com pós-graduação em futebol pela Universidade Trivela (alerta de piada, não temos curso). Respeita o passado do esporte, mas quer é saber do futuro (“interesse eterno pelo futebol moderno!”).

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo