Eurocopa FemininaEuropaFutebol femininoInglaterra

Com tripleta histórica de jogadora do Arsenal, Inglaterra atropela a Escócia: 6 a 0

A seleção feminina da Inglaterra não tem um grande currículo em competições importantes – a masculina, aliás, também não. Foi duas vezes vice-campeã da Eurocopa e conseguiu chegar em terceiro lugar na última Copa do Mundo. É um time em ascensão, e um dado da goleada por 6 a 0 sobre a Escócia, nesta quarta-feira, pela primeira rodada da fase de grupos do torneio europeu sediado na Holanda, exemplifica isso: foi a primeira vez na história que uma jogadora inglesa marcou três vezes na fase final de um grande torneio.

LEIA MAIS: A torcida da Islândia invadiu a Holanda e deu novo espetáculo, agora na Euro Feminina

A estatística contempla Eurocopa, Copa do Mundo e Olimpíada, que a Inglaterra, como seleção britânica, disputou apenas uma vez, quando Londres foi sede dos Jogos. A responsável pelo feito foi a atacante Jodie Taylor, do Arsenal, que superou uma série de lesões para brilhar na estreia da Inglaterra na Eurocopa. Ela precisou de menos de uma hora para completar a tripleta, com dois gols no primeiro tempo e o terceiro, por cobertura, pouco antes de ser substituída, aos 14 minutos da segunda etapa.

Taylor, aliás, tornou-se apenas a terceira mulher na história da Eurocopa feminina a colocar três bolas na rede em uma única partida. As outras duas foram a francesa Angélique Roujas e a norueguesa Marianne Pettersen, que marcou quatro vezes, ambas na edição de 1997, vinte anos atrás. A goleada da Inglaterra é, também, a maior vitória em um jogo de fase final do torneio europeu das mulheres, superando três 5 x 0 em edições anteriores.

Taylor, 31 anos, não era convocada pela ex-treinadora da seleção inglesa, Hope Powell, que treinou o time durante uma década e meia, entre 1998 e 2013. Foi chamada pelo atual técnico Mark Sampson, que promoveu a sua estreia em 2014 e a levou para a Copa do Mundo do ano seguinte. No entanto, uma lesão no joelho atrapalhou a sua campanha no Canadá, e ela marcou apenas nas quartas de final contra as donas da casa.

A atacante, no entanto, apareceu em forma para a primeira partida da Eurocopa, como o resto da seleção inglesa. Contra uma Escócia que estreia em grandes competições e tem várias atletas amadoras, a equipe de Sampson prevaleceu tanto na técnica quanto no físico. O treinador havia afirmado antes do início do torneio que a Inglaterra seria a equipe mais em forma da competição. Conseguiram até quantificar isso: analistas de desempenho disseram que a condição física do elenco havia melhorado em 23% em um ano.

Depois dos dois gols de Taylor, Ellen White marcou o terceiro, antes do intervalo. Jordan Nobbs e Toni Duggan fecharam a goleada da Inglaterra sobre a Escócia e reforçaram o otimismo das inglesas para a Eurocopa. Depois da boa campanha no Canadá, dois anos atrás, a expectativa é chegar ainda mais longe na Holanda.

Mostrar mais

Bruno Bonsanti

Como todo aluno da Cásper Líbero que se preze, passou por Rádio Gazeta, Gazeta Esportiva e Portal Terra antes de aterrissar no site que sempre gostou de ler (acredite, ele está falando da Trivela). Acredita que o futebol tem uma capacidade única de causar alegria e tristeza nas mesmas proporções, o que sempre sentiu na pele com os times para os quais torce.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo