Copa da InglaterraInglaterra

Chelsea precisava mais da Copa da Inglaterra que o Man Utd

O Chelsea está na semifinal da Copa da Inglaterra, depois de vencer o Manchester United por 1 a 0 nesta segunda-feira, em Stamford Bridge. Uma comemoração importante para o time azul de Londres, que precisava dessa vitória. Vencer o Manchester United, atualmente o time mais forte do país, é um feito que deve ser comemorado. E a Copa da Inglaterra é uma competição que dá prestígio, algo que o Chelsea aceita de bom grado. Até porque pode ser a maior alegria da temporada, já que a vaga na Liga dos Campeões está difícil e a Liga Europa ainda não recebe a devida atenção dos ingleses – ainda que tenham três times nas quartas de final.

O Chelsea gastou muito para essa temporada. Foram pouco mais de € 120 milhões gastos em contratações, o time viu o sonho do bicampeonato da Liga dos Campeões ruir ainda na primeira fase da competição, em um grupo onde Juventus e Shakhtar Donetsk ficaram com as duas vagas. Na Premier League, o time perdeu no fim de semana e já é o quarto colocado na tabela, ultrapassado pelo Tottenham. E já corre risco de ficar fora da zona de classificação à Liga dos Campeões, com o Arsenal nos seus calcanhares.

Tem também o fator Rafa Benítez. O técnico está pressionado e sabe que não é querido no clube. Já anunciou que não tem intenção de continuar no clube – prevendo que o time não ia querer que ele continuasse. E Benítez quer terminar a temporada da melhor maneira possível para tentar deixar uma boa impressão e somar títulos ao seu currículo.

São 28 jogos de invencibilidade do Chelsea na Copa da Inglaterra, graças ao gol de Demba Ba, logo no início do segundo tempo. Nem Chicharito, que começou jogando, nem Robin van Persie, que entrou no segundo tempo. E nem o veterano Ryan Giggs resolveu, outro que entoru na etapa final. Wayne Rooney, ainda se recuperando de lesão, ficou fora da partida.

É claro que o Manchester United queria, e muito ganhar o título. Sir Alex Ferguson sempre é ambicioso e ganhar o “Double” seria uma grande conquista. Poucos times vencem as duas principais competições do país em uma só temporada. Mas a derrota não causará problemas ao time. No Chelsea, possivelmente a derrota seria mais sentida.

No dia 14 de abril, o Chelsea enfrenta o Manchester City na semifinal, em Wembley. Um desafio complicado, porque o Manchester City é mais time do que o Chelsea atualmente – apesar de Roberto Mancini não ajudar muito no banco de reservas. Na outra semifinal, Milwall e Wigan se enfrentam por uma vaga na decisão.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo