Inglaterra

Benítez fez o certo, mas vão pegar em seu pé

Já é notório que a torcida do Chelsea não tem paciência com o técnico Rafa Benítez. A cornetagem começou antes mesmo de sua contratação ser confirmada, não parou quando o time teve sete vitórias em oito jogos e vai ganhar força agora. Nesta quarta, o time perdeu em casa por 1 a 0 para o Queens Park Rangers em um dérbi do sul de Londres e acabou com a série de quatro vitórias seguidas.

Nesse caso, o alvo da crítica é claro. O técnico espanhol escalou os Blues com um mistão. Ramires, Hazard e Mata ficaram no banco. Cech, nem isso. Mesmo desfigurado, o Chelsea dominou as ações e finalizou muito mais que o adversário (23 a 8). Mas faltou contundência no ataque para converter tantas oportunidades.

Aí, acabou punido no final. Aos 32 minutos do segundo tempo, Shaun Wright-Phillips acertou um chute cruzado de fora a área. A bola nem foi no canto direito de Turnbull. Depois, os Blues tentaram uma pressão final, mas não tinham mais pernas.

A derrota, somada à vitória do Everton sobre o Newcastle (2 a 1) encerrada 15 minutos depois, colocou o Chelsea na quarta posição. Mas os Blues têm um jogo a menos e, se vencerem, pulam para a terceira.

Apesar de haver alguma rivalidade entre Chelsea e QPR (o Queens Park odeia o Chelsea, que não considera o vizinho relevante a ponto de retribuir o ódio na mesma medida), a decisão de Benítez era compreensível. Na maratona de jogos durante as festas de fim de ano, é natural que os times grandes usem reservas em algumas partidas.

Considerando que a equipe pegou Norwich e Everton fora, faz sentido usar os reservas em casa contra o último colocado. Mas a torcida não está nem aí. O negócio vai ser pressionar ainda mais Rafa Benítez.

Mostrar mais

Ubiratan Leal

Ubiratan Leal formou-se em jornalismo na PUC-SP. Está na Trivela desde 2005, passando por reportagem e edição em site e revista, pelas colunas de América Latina, Espanha, Brasil e Inglaterra. Atualmente, comenta futebol e beisebol na ESPN e é comandante-em-chefe do site Balipodo.com.br. Cria teorias complexas para tudo (até como ajeitar a feijoada no prato) é mais que lazer, é quase obsessão. Azar dos outros, que precisam aguentar e, agora, dos leitores da Trivela, que terão de lê-las.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo