Podemos contestar a qualidade dos adversários, mas, para uma seleção que foi aceita nas entidades do futebol apenas em 2016, e havia sofrido nove derrotas em dez partidas na sua primeira campanha oficial, a sequência de 15 partidas de invencibilidade do Kosovo, contando amistosos, Liga das Nações e Eliminatórias da Eurocopa, era relevante e fonte de orgulho. Até houve uma esperança de mantê-la contra a Inglaterra, no St. Mary’s Stadium de Southampton, mas os jovens donos da casa foram avassaladores no primeiro tempo e venceram por 5 a 3.

A sequência de Kosovo começou em novembro de 2017. A primeira vitória foi contra Letônia. Em seguida, Madagascar, Burkina Faso e Albânia foram batidos. A seleção liderou sem derrotas o seu grupo na quarta divisão da Liga das Nações, contra Azerbaijão, Ilhas Faroe e Malta, e havia começado bem as Eliminatórias, com empates contra Bulgária e Montenegro e derrotando búlgaros e, de maneira surpreendente, a República Tcheca.

O grande desafio seria obviamente contra a Inglaterra, e Valon Berisha, aos 35 segundos, aproveitou o vacilo da defesa adversária na saída de bola. Deu pane mental em Michael Keane, cujo passe para Maguire foi interceptado por Vedat Muriqi. Bastou simples passe à frente para deixar Berisha cara a cara com Pickford.

Antes que a partida pudesse ficar complicada, a bola parada, grande arma da Copa de 2018, empatou para a Inglaterra. Barkley cobrou escanteio à segunda trave, Keane subiu para arrumar e Sterling completou às redes. O jogador do Manchester City foi encontrado nas costas da pressão alta do Kosovo, girou para se livrar do marcador e avançou. Tocou para Kane pela esquerda e assistiu ao capitão inglês abrir à perna esquerda e virar o jogo em apenas 19 minutos.

E, então, foi a hora de Sancho brilhar. Em sua terceira partida como titular pela Inglaterra, dobrou o marcador pela direita e cruzou rasteiro. Mergim Vojvoda mandou contra as próprias redes. Mas o primeiro gol da brilhante promessa do Borussia Dortmund pela seleção não demoraria a sair.

Aos 44 minutos, a Inglaterra roubou a bola no campo defensivo e saiu pela esquerda com a velocidade de Sterling. O passe encontrou Sancho no outro lado da área: 4 a 1. Nos acréscimos, outra linda jogada de Sterling pelo lado canhoto do gramado deixou Sancho livre na pequena área e sem goleiro. Bastou empurrar para o quinto gol.

O que poderia ser uma tranquila vitória inglesa foi levemente ameaçada no começo do segundo tempo, quando Berisha recebeu livre nas costas da defesa e descontou. Aos 10 minutos da etapa final, Muriqi fez o terceiro de Kosovo, de pênalti, e acordou a Inglaterra, que quase conseguiu ampliar sua vitória com um pênalti desperdiçado por Kane e uma bola na trave de Sterling.

A Inglaterra reafirmou sua superioridade no grupo com a quarta vitória em quatro rodadas, mas o Kosovo, que caiu ao terceiro lugar com oito pontos, um atrás da República Tcheca, que bateu Montenegro, mostrou qualidades e promete brigar até o fim pela vaga direta na Eurocopa.