Uma frase do lendário técnico do Manchester United Matt Busby entrou para o folclore do futebol europeu: “Se você é bom o bastante, é velho o bastante”. Para Ibrahimovic, o oposto também é verdade: “Se você é bom o bastante, é jovem o bastante”. Aos 39 anos, o sueco parece não sentir a idade avançada afetar seu poder de decisão. Como tem sido praxe desde seu retorno ao Milan no ano passado, o centroavante foi mais uma vez o diferencial aos Rossoneri, desta vez decidindo o Derby della Madonnina contra a Internazionale com dois gols, em vitória por 2 a 1.

Dos seis jogos do Milan até então na temporada, Ibra havia participado de apenas dois, as vitórias por 2 a 0 sobre o Shamrock Rovers pela Liga Europa, deixando um gol, e sobre o Bologna, em que marcou os dois tentos. Infectado com a Covid-19, o atacante precisou passar 14 dias em isolamento e foi desfalque nas vitórias sobre Bodo/Glimt, Rio Ave, Crotone e Spezia.

Aos 39 anos, poderia se imaginar que seria ainda mais difícil para o sueco voltar bem, especialmente em um jogo de tanta importância como o Derby della Madonnina – mas imaginar isso é subestimar Ibra. Sua idade ou a falta de ritmo de jogo não foram fatores para o atacante neste sábado.

Os gols do triunfo do Milan vieram ainda no início do primeiro tempo. Aos 11 minutos, Ibrahimovic recebeu dentro da área e foi tocado por trás por Kolarov enquanto buscava espaço para a finalização. O próprio sueco foi para a cobrança, parou em defesa de Handanovic, mas pegou o rebote e abriu o placar, aos 13 minutos de jogo.

Três minutos mais tarde, Rafael Leão subiu pela esquerda e cruzou baixo para Ibra. O veterano apareceu livre na segunda trave e completou para as redes para fazer 2 a 0.

A Inter diminuiu ainda no primeiro tempo. Aos 29 minutos, Kolarov se lançou ao ataque, tocou para Perisic pela esquerda, e o croata cruzou baixo, encontrando Lukaku, que bateu de primeira e fez o 2 a 1.

A Inter bem que tentou, mas pouco ameaçou de verdade os Rossoneri. Em sua melhor oportunidade, já na metade do segundo tempo, levou perigo com Hakimi, que apareceu livre para cabecear na segunda trave após cruzamento de Vidal. O marroquino, no entanto, mandou a bola a centímetros da trave direita de Donnarumma.

Aos 28 minutos da etapa final, a Inter chegou a sentir o gol do empate se aproximar quando Lukaku foi derrubado dentro da área pelo goleiro milanista. O árbitro assinalou o pênalti, mas a checagem do VAR invalidou a decisão corretamente ao constatar que o belga valorizou a queda para conseguir a marcação.

Antonio Conte ainda tentou voltar ao jogo com as entradas de Christian Eriksen e Alexis Sánchez no lugar de Brozovic e Vidal, mas as mudanças não surtiram efeito. Em sua melhor oportunidade na reta final do duelo, já nos acréscimos, a Inter foi ao ataque com sua dupla de frente: Lukaku tabelou com Lautaro Martínez e apareceu dentro da área para finalizar, em ótima posição. Theo Hernández, no entanto, surgiu no último momento para dificultar o chute. Por fim, no lance derradeiro do jogo, Lukaku, marcado dentro da pequena área, tentou a finalização de calcanhar, mas mandou em cima de Handanovic.

Com a derrota, a Inter estaciona nos sete pontos, com duas vitórias, um empate e um revés em quatro jogos. O Milan, por sua vez, se isola na liderança com 12 pontos de 12 possíveis. Segue sua incrível sequência de invencibilidade, que agora chega a 20 jogos em todas as competições, incluindo na contagem o fim da temporada passada.

Cada vez mais sólida, a equipe de Stefano Pioli dá indícios de ter qualidade suficiente para possivelmente brigar pelo Scudetto. O grande desafio será manter o alto nível de atuação ao longo de toda a temporada.

Standings provided by SofaScore LiveScore