A transferência de Cristiano Ronaldo para a Juventus foi, certamente, um dos momentos mais importantes do futebol nos últimos anos. O melhor do mundo passou a fazer parte de um clube italiano, que tem batido na trave quando se trata de alcançar um título europeu. O técnico da Juventus, Massimiliano Allegri, alertou que a euforia excessiva não é boa para o clube. O português, de 33 anos, chegou ao clube de Turim por € 100 milhões vindo do Real Madrid e assinou contrato por quatro anos.

LEIA TAMBÉM: A história do futebol italiano contada por suas 15 principais transferências

A contratação de Ronaldo movimentou as coisas na Itália. Roberto Frabiccini, comissionário da Federação Italiana de Futebol (FIGC), disse que a transferência é positiva para todo o futebol do país. “Eu não esperava que Cristiano Ronaldo viesse para a Itália”, afirmou o dirigente, na divulgação do calendário da Serie A. “Eu acho que todo o futebol italiano, e não só a Juventus, irá se beneficiar. Nós esperamos por uma grande temporada e eu espero que todo mundo possa aproveitar a cada domingo”.

Mourinho, que treinou a Internazionale no último título dos nerazzurri na Itália, em 2009/10, e também no último titulo italiano na Champions, no mesmo ano, foi outro a elogiar a contratação. “Ronaldo na Juventus é fantástico para o futebol italiano. Os bianconeri estão dominando por anos e agora será mais fácil com um jogador da sua qualidade. Mas eu acho que também pode ser uma motivação extra para seus rivais. Talvez a superioridade da Juventus possa dar um empurrão em times como Milan, Roma, Inter e Napoli”, avaliou Mourinho.

“Cristiano tem muita experiência internacional e ele irá nos ajudar muito, mas nós temos que ser cuidadosos”, afirmou o treinador aos repórteres. “Há muita euforia ao redor de nós e isso não é bom”, continuou o treinador. “Os rivais serão mais agressivos porque vimos de muitas vitórias e agora chega um jogador excelente como ele. Vão aceitá-lo, mas virão com mais motivação e não nos darão paz. Por isso, teremos de ter respeito por todos. Temos o melhor do mundo aqui e temos de fazer o nosso máximo. Isto coloca uma pressão extra em nós”.

Com Cristiano Ronaldo na Juventus, Massimiliano Allegri acredita que os adversários estarão ainda mais motivados. Atualmente heptacampeã italiana, a equipe tentará manter o domínio local e, principalmente, buscar o título da Champions League. “Com o Ronaldo, falei sobre como estou feliz e entusiasmado com ele vindo para cá. Haverá tempo para falar sobre futebol”, disse o técnico. “O Ronaldo é um jogador como os outros, faz parte de uma equipa e vai treinar como eles, mas pode ter um plano especial, pois tem 33 anos”, afirmou ainda Allegri.

O técnico também já falou, há dois dias, sobre a posição onde o atacante português irá jogar. “Ronaldo irá jogar onde ele sempre jogou, no terço ofensivo”, afirmou o técnico depois da vitória sobre o Bayern de Munique, pela International Champions Cup. “Ele irá marcar gols como ele sempre marcou”.

O goleiro Wojciech Szczesny, que deve herdar a posição de titular de Gianluigi Buffon, que foi para o Paris Saint-Germain, não escondeu a empolgação com Cristiano Ronaldo. E perguntado se isso ajudava para que o time conquistasse a Europa, ele não teve dúvidas. “Isso nos dá uma chance maior, sem dúvida. Ainda é o nosso sonho, mas a chegada de Cristiano Ronaldo eu acho que torna o sonho mais realista. Eu não acho que adiciona mais pressão. Nos dá mais confiança para brigar na Europa. Você quer jogar com os melhores jogadores se a chegada de Cristiano nos dá mais confiança que nós iremos jogar melhor que na temporada passada”, afirmou o polonês.

“Dito isso, eu acho que apenas porque a Juventus ganhou sete títulos consecutivos não significa que neste ano seja menos importante. Ainda é o nosso principal objetivo e a primeira coisa que nós temos que fazer é focar na liga e ganhar a Copa da Itália, e obviamente com Cristiano nós teremos uma chance melhor na Europa, mas como eu disse, isso é sempre um bônus”, disse ainda Szczesny.

A estreia de Cristiano Ronaldo pela Juventus deve acontecer no dia 19 de agosto, na primeira rodada do Campeonato Italiano. O jogo será contra o Chievo, em Verona.