Como não poderia ser diferente, o Paris Saint-Germain continua nadando de braçada na Ligue 1. No entanto, a equipe vai enfrentando mais dificuldades que o costume contra adversários modestos da competição. Neste sábado, os parisienses ficaram a um triz de tropeçar contra o Brest, que cumpre campanha razoável até o momento. A salvação no Estádio Francis Le Blé, mais uma vez, ficou à dupla argentina que anda brilhando na equipe de Thomas Tuchel. Ángel Di María abriu o placar e Mauro Icardi garantiu o resultado já no apagar das luzes.

Sem parte de seus titulares, o PSG viu o Brest equilibrar as ações durante o primeiro tempo. De qualquer maneira, Di María abriu o placar aos 39. Lançado em profundidade por Julian Draxler, o ponta deu um toquinho para encobrir o goleiro. O empate do Brest saiu aos 27 do segundo tempo, a partir de um contra-ataque. Thiago Silva não conseguiu cortar e os alvirrubros rodaram a bola até Samuel Grandsir concluir diante de Sergio Rico – substituto de Keylor Navas, lesionado durante o aquecimento.

O alívio dos parisienses só veio depois de uma alteração tripla, que incluiu a entrada de Icardi no lugar de Edinson Cavani, bem com as participações de Marquinhos e Eric-Maxim Choupo Moting. O triunfo foi confirmado aos 41. Draxler lançou, Choupo-Moting cruzou e Icardi foi oportunista no arremate, depois que a zaga não conseguiu cortar completamente. É o nono gol do argentino em dez aparições pelo novo clube.

O Paris Saint-Germain continua com uma vantagem gritante na Ligue 1. Com 10 vitórias em 13 rodadas, a equipe alcança os 30 pontos. Segundo colocado, o Angers tem 20, mas ainda entrará em campo na rodada. Já o Brest é o nono colocado e está no enorme bolo no miolo da tabela, com 17 pontos.

Classificações Sofascore Resultados