Não dá para contestar que a safra atual de jogadores argentinos é muito boa. Tanto que chega a ser difícil pensar em uma posição que esteja mal ocupada ou com escassez de atletas na seleção albiceleste. É só olhar para a última convocação, a primeira de Edgardo Bauza no comando técnico da Argentina. A lista conta com novos nomes de peso, como o de Paulo Dybala, e ainda assim, ficaram faltando alguns, como o de Mauro Icardi. Quer dizer, para o treinador, o nome que faltava para no ataque argentino era o de outro centroavante. Um que joga no River Plate, e não na Internazionale. No qual, aliás, ele coloca muita fé.

LEIA TAMBÉM: Bauza conta como convenceu Messi a voltar à seleção: “Fui apenas falar de futebol”

“Lucas Alario é o futuro 9 da Argentina. Ele tem um potencial enorme para crescer e uma grande capacidade de aprender cada vez mais. Quero que ele esteja sempre no elenco”, disse o técnico à imprensa argentina. “Ele mostrou no Colón e agora vem mostrando no River, time pelo qual tem marcado gols importantes, que tem capacidade. E ele pode melhorar ainda mais”, adicionou. Patón ainda falou sobre Gonzalo Higuaín e uma das caras novas na Albiceleste, Lucas Pratto, afirmando que ambos estão no mesmo patamar. “Mauro Icardi, em algum momento, também pode estar. Ele é um dos jogadores que temos considerado para futuras convocações, já que ele está na lista dos 60 atletas que acompanhamos”, falou ainda o treinador.

Desde que a temporada 2016/17 da Serie A começou, a Internazionale marcou sete gols. E Icardi, em todos eles, teve participação direta ou indireta. Até o momento, o capitão nerazzurro é a grande estrela deste início de campeonato italiano, apesar de todas as especulações e dúvidas em torno de sua permanência no clube de Milão (que agora não existem mais). E é por esse começo de campanha fantástico, mais ainda, que sua ausência na seleção argentina somada às declarações de Bauza soa um pouco sem sentido. Alguns até chegaram a supor que fosse por conta do aspecto extracampo e pela vida pessoal do camisa 9 da Inter não ser bem vista, o que poderia ter sido motivo para os jogadores da Albiceleste terem pedido a Patón que não o chamasse. Mas o técnico fez questão de derrubar essa hipótese: “nenhum atleta me pediu para convocar ou não convocar alguém”.

“Icardi pode ser chamado a qualquer momento, assim como qualquer outro jogador que merecer. Isso também se aplica a Franco Vázquez, quem eu tenho acompanhado bastante”, revelou Bauza. Mesmo tendo a mesma idade que o centroavante do River, é visível que o jogador nerazzurro não desperta tanto entusiasmo assim no treinador. Mas, claro, se ele mantiver o ritmo de agora, vai ser difícil que não volte a ser convocado para fazer parte do time argentino futuramente, como o próprio Patón afirmou. “Nas ruas, cada hora me pedem para dar chance para um jogador diferente. Esta é a vantagem e a sorte da Argentina: há muitos jogadores bons para convocar”.

Chamada Trivela FC 640X63