Depois de um início muito ruim no Campeonato Italiano, a Internazionale parece ter encontrado seu rumo desde a chegada do técnico Stefano Pioli. O time já encostou na briga por uma vaga na Champions League, embora a disputa pelo título pareça já muito longe. Voltar à principal competição da Europa é prioridade para o clube e um jogador em especial tem sido crucial na caminhada do time: Mauro Icardi.

LEIA TAMBÉM: Incendiada pela torcida, a Fiorentina teve atitude e venceu a Juventus no Artemio Franchi

O controverso centroavante argentino se envolveu em mais polêmicas do que deveria – desde o caso Wanda Nara com Maxi Lopez até a confusão com a torcida da Inter -, mas inegavelmente é um goleador. Chegou à Inter em 2013, contratado da Sampdoria. Ganhou a camisa 9 e a missão de fazer gols. Não decepcionou. Na primeira temporada, ainda muito garoto, fez 23 jogos, sendo 12 deles como titular, e nove gols.

Na temporada seguinte, já estabelecido como titular, fez 48 jogos e 27 gols. Foi artilheiro da Serie A com 22. Na temporada passada, foram menos gols, mas ainda em bom número: 16 gols em 34 jogos. O time foi muito mal e Icardi foi um dos poucos que se salvou, ainda que tenha ficado abaixo do que jogou em temporadas anteriores.

Nesta temporada, a Inter já passou pelo caos. Demitiu Roberto Mancini a duas semanas da estreia no Campeonato Italiano. Frank De Boer, o substituto, não durou três meses no cargo. É Stefano Pioli quem tem conseguido tirar melhores resultados do time. Icardi já vinha sendo o melhor jogador do time mesmo nos piores momentos da temporada. Com a melhora, seus gols aparecem ainda mais. Já são 17 em 25 jogos, sendo 15 deles no Campeonato Italiano – o que o faz artilheiro da liga.

O último deles foi marcado na vitória sobre o Chievo, no sábado, dia 14. A Inter venceu por 3 a 1, de virada. O primeiro gol do time foi dele. Com isso, ele chegou a 62 gols pela Inter no Campeonato Italiano, igualando a marca do compatriota e ídolo recente dos nerazzurri Diego Milito. Com uma diferença: Icardi marcou os 62 gols em 111 jogos, enquanto Milito alcançou a marca em 128 jogos, 17 a mais.

Milito já tem seu nome marcado na história da Inter. Foi protagonista na última vez que a Inter foi gigante na Europa, na temporada 2009/10. Foi o ano da tríplice coroa, uma glória que será difícil ver se repetir. Milito marcou os gols decisivos nas três frentes no final daquela temporada, com gols decisivos na Copa da Itália, Campeonato Italiano e Champions League. Icardi disse recentemente que quer alguns scudetti e ao menos uma Champions League pela Inter. Para isso, será necessário começar levando o time de volta à competição.

Com contrato renovado até 2021, Icardi é a esperança que a Inter volte aos seus melhores dias e dispute novamente uma Champions League e volte, ao menos, a ser competitiva na disputa pelo título doméstico. Por enquanto, chegar à Champions League já seria um grande passo. O time tem 36 pontos em 20 jogos e está a cinco do Napoli, terceiro colocado. Os três primeiros colocados vão à Champions League.