Normalmente quando você recebe alguém em sua casa, você é educado e mostra certa cordialidade. A Internazionale não chegou nem perto de fazer isso ao encarar a Atalanta no Giuseppe Meazza. Certo o time de Milão, que preferiu atacar com todas as suas forças a visitante antes que tivesse uma dor de cabeça semelhante à que teve o Napoli, que perdeu para La Dea jogando em Bérgamo e no San Paolo. Bom, quer dizer, nos primeiros minutos a Inter não foi tão ofensiva assim. Mas quando a Atalanta percebeu, já estava sendo goleada com 30 minutos de bola rolando. No passeio interista diante da sensação do campeonato, Mauro Icardi e Ever Banega se destacaram com uma ‘tripletta’ cada um.

A Atalanta começou bem na partida fora de casa, jogando para cima. Mas, do nada, tudo desandou. O centroavante argentino precisou só de nove minutos para fazer três gols. Em menos de dez minutos, Icardi já tinha completado sua cota de tentos do dia e se tornado o jogador a completar o hat-trick mais rápido da história da Inter desde 1947, quando Benito Lorenzi completou o feito em 18 minutos. E o camisa 9 não foi o único argentino a ser autor de uma tripletta diante da Atalanta neste domingo. Seu compatriota Banega seguiu os passos do artilheiro da Inter na temporada e também o fez, tornando o placar em uma goleada bem inesperada, dado o desempenho da Atalanta na temporada e sua posição na tabela de classificação, ocupando o sexto lugar.

É preciso sublinhar bem a atuação de Banega neste jogo. Fora os três gols, ele deu o passe para Roberto Gagliardini, contratação certeira que a Inter fez para esta segunda parte da temporada, fazer o sexto. Quando o placar marcava 5 a 1, a Atalanta ainda descontou com Remo Freuler. Mas estava na cara que os nerazzurri fariam mais. O time de Bérgamo estava completamente desestabilizado e bagunçado. Isso acabou custou a ela a quinta posição, e agora ela já caiu para o sexto lugar na tabela. A Internazionale, por sua vez, deu um salto para o quarto lugar. Portanto, para dentro da zona de classificação para a Liga Europa. Mas, dependendo do resultado entre Lazio e Torino, a equipe milanesa pode ser ultrapassada pelos biancocelesti.

A goleada por 7 a 1 passa pelo ótimo trabalho que Stefano Pioli tem feito desde que substituiu Frank de Boer. Hoje a Inter tem uma cara, uma forma. Certamente ela não reagiria da forma que reagiu com o holandês no comando técnico, invertendo as posições nos primeiros minutos. Os nerazzurri não se renderam às ofensivas da Atalanta e começaram a ir para cima. Uma postura bastante admirável e que dá certo, porque a Inter tem um elenco excelente e nomes muito, muito bons mesmo no ataque. Uma das poucas contestações em relação a Pioli é a de ele pouco usar Gabigol. Neste domingo, o brasileiro poderia, sim, ter entrado para ganhar minutos de jogo. Ao menos no segundo tempo.