Mauro Icardi é um jogador jovem, de muito destaque no futebol italiano desde que chegou ao país, em 2012, vindo da base do Barcelona. Fez uma grande temporada e acabou contratado pela Inter. Na temporada passada, a sua segunda pelo clube, fez 22 gols e tornou-se o artilheiro da Serie A, ao lado do veterano Luca Toni. Destaque em campo, polêmico fora dele. O triângulo amoroso entre ele, Wanda Nara, agora sua esposa, e Maxi López, ex-marido da modelo, criou uma repercussão negativa para o jogador. Aos 22 anos, porém, ele foi escolhido como capitão da Internazionale para a temproada 2015/16, no lugar de Andrea Ranocchia, que virou reserva da equipe. Apesar das polêmicas, ele tenta se dissociar da imagem de um jogador que se destaca pelo que faz fora de campo.

LEIA TAMBÉM: Baggio: “O pênalti da final da Copa do Mundo de 1994 ainda me assombra”

A fama de Icardi não é por acaso. Mais do que o caso em si, que já é bastante controverso, Icardi ainda alimentou a fogueira com gasolina fazendo um comercial onde ele cutuca Maxi López. Suas postagens no Instagram, ao lado dos filhos de Maxi López, também não ajudaram. O ex-amigo criticou a atitude de Icardi e iniciou uma batalha pela guarda dos garotos. Desde a temporada passada, porém, as coisas têm se aquietado e Icardi, aconselhado por Roberto Mancini, tem se dedicado ao que acontece dentro de campo. E isso melhorou o seu desempenho, ficando mais constante. Não por acaso, acabou como artilheiro da Serie A.

Mancini, por sinal, foi o responsável por levar Mario Balotelli ao Manchester City, depois de tê-lo comandado na Internazionale. E a comparação entre Icardi e Balotelli parece inevitável, dado que os dois acabam recebendo muita atenção da imprensa pelo seu comportamento fora dos gramados. Mas Icardi não concorda com a comparação. “Eu não me identifico com Balotelli”, ele disse em uma entrevista à revista GQ. “Eu nem o conheço. Não há similaridades entre nós”, continuou o argentino.

“O fato é que eu vivo uma vida muito normal, apesar do que as pessoas podem pensar. Eu não tenho tanta vontade de sair, eu gosto de ficar em casa à noite, com a minha família. Eu tento evitar casas noturnas e festas”, disse ainda o atacante. “Mesmo sendo alguém que chama muito a atenção, eu não me concentro nisso. Isso pode ser parte da vida das pessoas, mas não da minha”.

“Eu entendo que é um mundo complicado para se viver”, explicou o camisa 9 da Inter. “É apenas um jogo, mas requer disciplina”, disse. “Eu não tenho muitos amigos porque todo mundo faz o que é melhor para eles mesmos. Assim que você começa a conhecer alguém, já é hora de seguir caminhos separados”, ele afirmou.

O fato de Icardi não ter muitos amigos nõa é exatamente surpreendente. Já diria Mano Brown em Vida Loka, “Talarico nunca fui e é o seguinte/Ando certo pelo certo, como 10 e 10 é 20”. Como capitão, Icardi tem muito mais responsabilidade e terá que batalhar muito para tirar a imagem polêmica que ele mesmo construiu, ao lado da mulher. Em campo, Icardi tem talento de sobra para mostrar o seu futebol e ser adorado pelos torcedores. Mas a imagem de talarico é difícil de tirar.