“Como eu disse, eu estou apenas me aquecendo”. Com estas palavras, Zlatan Ibrahimovic anuncia a sua permanência no Milan por mais uma temporada. Embora o clube ainda não tenha se pronunciado, a Gazzetta dello Sport e a Sky Sport Italia afirmam que o acordo está fechado por € 7 milhões por um ano de contrato, até junho de 2021. O fico do sueco é bom para todos os envolvidos: para ele, que pode continuar em um clube grande e de repercussão, e para o clube, que viu seu desempenho melhorar com o jogador.

A volta de Ibrahimovic ao Milan em janeiro era vista com alguma desconfiança, o que é natural pela idade do jogador e por ele ter passado seus dois anos anteriores defendendo o Los Angeles Galaxy, na MLS, uma liga notoriamente de um nível mais baixo que a Serie A. Só que o atacante melhorou o rendimento dos rossoneri: a média de gols subiu de 0,94 por partida para 2,23. Passou de 21 pontos em 17 jogos para 45 em 21 jogos.

Nos seus números pessoais, Ibra fez 20 jogos no total, com 11 gols marcados, além de cinco assistências. Na Serie A, com ele em campo, o Milan teve 11 vitórias, cinco empates e duas derrotas. Seu entendimento em campo com Hakan Çalhanoglu e com Ante Rebic foi muito bom, além de também ter se dado bem com Rafael Leão.

Muitos esperam que Ibra escolha a camisa 9 para vestir na próxima temporada e, assim, acabe com a maldição do número deste a aposentadoria de Filippo Inzaghi. Só que a imagem que Ibra usou é dele substituindo o número 2 (da camisa 21 que usou na temporada) pelo número 1. Ou seja, seria a camisa 11, a mesma que ele usou naqueles dois anos que defendeu o Milan, em 2010/11 (ano do último scudetto do clube) e 2011/12.

Desde que Inzaghi se aposentou, em 2012, todos que vestiram a camisa 9 no Milan não tiveram sucesso: Mattia Destro, Luiz Adriano, Fernando Torres, Gonzalo Higuaín, Gianluca Lapadula, André Silva e Krysztof Piatek. O próprio Inzaghi chegou a dizer, em março, que Ibrahimovic acabaria com a maldição. Mas parece que ele vai vestir o número 11, o que deixaria o número vago mais uma vez.