Holanda

A primeira tripleta de Justin Kluivert foi simplesmente fenomenal, com três pinturas

Patrick Kluivert possui um recorde que dificilmente será batido em breve. Aos 18 anos e 327 dias, o holandês é o mais jovem a balançar as redes em uma final de Liga dos Campeões. Mais do que isso, decidiu o título de 1995 ao Ajax, permitindo que os Godenzonen revivessem a glória antes restrita apenas aos tempos de Johan Cruyff. Justin Kluivert, nem mesmo se conseguisse se transferir em janeiro ao futuro vencedor da Champions 2017/18, superaria o seu pai. No entanto, neste final de semana, ele registrou um feito que nem mesmo o antigo artilheiro foi capaz: uma tripleta no Campeonato Holandês. O garoto comandou a goleada por 5 a 1 sobre o Roda JC de maneira brilhante.

Fenômeno em suas primeiras partidas pelo Ajax, quando foi lançado na última temporada, Kluivert não tem mantido a regularidade. Na atual campanha, o ponta iniciou apenas seis partidas como titular na Eredivisie, e ainda não havia balançado as redes. Neste sábado, ao menos, tirou a barriga da miséria ao acabar com o Roda JC. Os três gols apresentaram bem as qualidades do prodígio, dono de ótima qualidade técnica. Partiu para cima da marcação, executou ótimos dribles e finalizou com qualidade. Três pinturas.

Justin Kluivert precisa ser mais consistente. As maravilhas não vão necessariamente se repetir todas as vezes, mas podem ir além de uma mera atuação por semestre. E para quem queimou etapas rumo à profissionalização, há muito o que aprender. Talvez até para superar seu pai em outro aspecto: por mais que Patrick tenha sido um excelente centroavante, seu auge não durou tanto quanto se poderia prever. Talento ao seu herdeiro não falta.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo