Holanda joga para comprovar o favoritismo

A Holanda entra em campo pela primeira vez nesta Copa do Mundo nesta segunda-feira, contra a Dinamarca, no estádio Soccer City, em Joanesburgo, para tentar confirmar o favoritismo que cerca a seleção pelo bom futebol apresentado nos últimos meses.

A equipe comandada por Bert van Mawijk tem jogadores que se destacaram na temporada, como os meio-campistas Rafael van der Vaart, do Real Madrid, Wesley Sneijder, campeão da tríplice coroa com a Internazionale, e Arjen Robben, do Bayern de Munique. No ataque, Robin van Persie, do Arsenal, perdeu boa parte da temporada machucado, mas voltou jogando bem nos amistosos antes da Copa. Dirk Kuyt, do Liverpool, é um jogador dedicado e que ganhou a confiança do técnico da Oranje.

Bert van Mawijk alertou os holandeses sobre o favoritismo que cerca a equipe. “Nós temos um enorme respeito por qualquer oponente, especialmente a Dinamarca. Nos conhecemos bem não há segredos entre os dois times. Nós vimos no jogo da Inglaterra, que seria uma partida que pode parecer fácil de vencer, mas não é sempre assim. Não se pode ter algo como garantido”, disse, cauteloso, o treinador.

Robben, que chegou a ser ameaçado de corte com a contusão a menos de duas semanas da Copa em amistoso, chegou à África do Sul, mas ainda não treinou com os companheiros. O camisa 11 da Holanda ficará fora da primeira partida. O técnico deve manter o esquema 4-2-3-1, com Van der vaart do lado esquerdo, Kuyt no direito e Sneijder pelo meio, com Van Persie adiantado.

O favoritismo dos holandeses, porém, não é unânime. O zagueiro Daniel Agger, companheiro de Kuyt no Liverpool, disse neste sábado que os dinamarqueses entrarão no jogo para vencer. Dennis Rommedahl, que joga no Ajax, na Holanda, não acredita que os adversários são favoritos à conquista da Copa.

“Não vejo a Holanda como um dos favoritos na Copa do Mundo. Costumeiramente, os holandeses começam muito bem e, quando menos esperam, perdem e são eliminados. Um time bem organizado tem todas as condições de derrotá-los. Este poderia perfeitamente ser o caso da Dinamarca. Eles estão sem o seu principal jogador, Arjen Robben. Além disso, a defesa deles não tem a mesma qualidade [que o ataque]”, disse o atacante ao site da Fifa.

O técnico Morten Olsen não terá um dos principais jogadores do time, o atacante Nicklas Bendtner, do Arsenal, lesionado. Deve ser substituído por Soren Larsen, jogador de 1,93m do Duisburg, que tem ótima média de gols pela seleção – 11 em 17 partidas.

Ficha Técnica

Local: Soccer City, Joanesburgo
Data: 14/06, segunda-feira
Horário: 8h30
Árbitro: Stephane Lannoy (FRA)

Holanda
1-Maarten Stekelenburg; 2-Gregory van der Wiel, 3-John Heitinga, 4-Joris Mathijsen e 5-Giovani van Bronkhorst; 6-Mark van Bommel e 8-Nigel de Jong; 7-Dirk Kuyt, 10-Wesley Sneijder e 23-Rafael van der Vaart; 9-Robin van Persie. Técnico: Bert van Mawijk.

Dinamarca
1-Thomas Sorensen; 6-Lars Jacobsen, 3-Simon Kjaer, 5-Daniel Agger e 23-Patrick Mtiliga; 19-Dennis Rommedahl, 7-Daniel Jensen, 14-Jakob Poulsen e 10-Martin Jorgensen; 9-Jon Dahl Tomasson e 18-Soren Larsen. Técnico: Morten Olsen.