Começando a nova temporada do Campeonato Alemão, a curiosidade é saber em que patamar está a diferença entre o Bayern de Munique e o resto da tabela. Se os bávaros parecem mais vulneráveis do que nos anos anteriores, também é verdade que nenhum clube pinta com força suficiente para impedir o heptacampeonato consecutivo. A primeira partida da Bundesliga deu poucas respostas. O Hoffenheim impôs dificuldades, mas o Bayern conseguiu vencer mesmo assim, por 3 a 1.

LEIA MAIS: Clube a clube, confira o guia completo da Bundesliga 2018/19

Isso não é exatamente novidade. O time treinado pela jovem sensação Julian Nagelsmann, terceiro colocado da temporada passada, frequentemente complica a vida do Bayern de Munique. Antes da partida desta sexta-feira, eram duas vitórias para cada lado e um empate nos últimos cinco encontros. Esses triunfos do Hoffenheim, porém, foram todos em casa. Na Allianz Arena, nunca ganhou.

A partida começou com o Bayern de Munique em cima do adversário, cruzando muitas bolas na área e pressionando bastante. Os visitantes tinham dificuldades para chegar ao campo de ataque e permanecer nele. Foram aproximadamente 20 minutos de perigo constante até Thomas Müller abrir o placar, em cobrança de escanteio. Kingsley Coman quase ampliou com uma linda jogada individual que exigiu grande defesa de Oliver Baumann.

Nagelsmann voltou do intervalo com Steven Zuber no lugar de Vincenzo Grifo e com seu time adotando uma postura diferente. Era o Hoffenheim quem chegava com mais frequência, e o empate saiu com Ádám Szalai aproveitando uma falha de Boateng para bater cruzado e vencer Manuel Neuer. O Bayern teve dificuldades para conseguir o segundo gol e o conseguiu apenas por meio de um pênalti polêmico.

Ribéry tentou o drible pela esquerda. A bola chegou a passar por cima de Havard Nordveit, mas o francês não teve a mesma sorte. O árbitro marcou a penalidade. Robert Lewandowski bateu, e Baumann defendeu, mas Robben marcou no rebote. No entanto, o apitador checou o vídeo para determinar que o holandês havia invadido a grande área. A cobrança foi repetida e, desta vez, o polonês guardou seu primeiro tento na Bundesliga.

O Hoffenheim se desestabilizou nos minutos finais e permitiu que o Bayern de Munique chegasse diversas vezes até fazer o 3 a 1, com um gol de Robben, construído em dois toques a partir de uma cobrança de lateral. O placar acabou sendo mais amplo do que foi a partida, mas garante os primeiros três pontos para o Bayern de Munique, mais uma vez grande favorito a ser o campeão alemão.


Os comentários estão desativados.