Após empate por 1 a 1 no tempo normal e na prorrogação, o Chelsea derrotou o Bayern Munique nos pênaltis por 4 a 3 e conquistou pela primeira vez em sua história a Liga dos Campeões.

O Bayern Munique começou melhor a partida e assustou duas vezes nos cinco primeiros minutos, em chutes de fora da área de Bastian Schweinsteiger e Toni Kroos. O Chelsea, não tão fechado como contra o Barcelona, saía nos contragolpes, mas não conseguia finalizar.

O domínio bávaro se consolidou ao longo do primeiro tempo, com a equipe criando diversas chances. Na mais perigosa delas, Arjen Robben se livrou de dois defensores e chutou para grande defesa de Petr Cech com os pés. A bola bateu na trave e saiu. Em outros dois lances, Mario Gómez teve a chance de abrir o placar, mas errou o alvo. O Chelsea ameaçou uma vez, aos 37 minutos, em chute de Salomon Kalou defendido por Manuel Neuer.

Após o intervalo, o Bayern continuou pressionando, mas encontrava menos espaços e finalizava um pouco menos. O Bayern até chegou ao gol, com Franck Ribéry, mas o árbitro anulou o gol corretamente, atendendo a marcação do assistente que assinalou impedimento.

O jogo dava indícios de que se encaminharia para a prorrogação. Mas aos 37 minutos, Bastian Schweinsteiger cruzou para a área e Thomas Müller cabeceou para as redes. A bola bateu na trave antes de entrar.

Quando tudo se encaminhava para o título do Bayern, Didier Dorgba acertou uma linda cabeçada e empatou tudo novamente. O Chelsea cresceu no finzinho e quase virou, mas o jogo foi mesmo para a prorrogação.

O tempo extra começou com o Chelsea atacando, mas logo o Bayern se recuperou e teve a chance de desempatar. Drogba derrubou Ribéry na área, mas na cobrança Robben chutou para a defesa de Cech. O relógio marcava cinco minutos.

O erro, aliado à contusão de Ribéry, desestabilizou o Bayern, que criou muito pouco a partir de então. No segundo tempo, o Bayern continuou no ataque, mas não teve mais forças para desempatar a partida.

Nos pênaltis, o Bayern começou com Lahm abrindo o placar. Neuer defendeu a cobrança de Mata. Mario Gómez fez o segundo dos bávaros, e David Luiz marcou o primeiro do Chelsea. Neuer fez o terceiro, e Lampard marcou para o Chelsea. Olic parou nas mãos de Cech, e Ashley Cole empatou para os Blues. Schweinsteiger cobrou para nova defesa de Cech e Drogba fechou a conta, decretando o primeiro título dos Blues.

Ficha técnica

Bayern Munique 1×1 Chelsea (nos pênaltis, 3×4)

Local: Allianz Arena, em Munique (ALE)
Data: 19/mai, sábado
Árbitro: Pedro Proença (POR)
Gols: Thomas Müller aos 37'/2T (Bayern Munique), Didier Drogba aos 43/2T (Chelsea)
Cartões amarelos: Bastian Schweinsteiger (Bayern Munique) Ashley Cole, Didier Drogba e David Luiz (Chelsea)

Bayern Munique
Manuel Neuer, Philipp Lahm, Jérôme Boateng, Anatoly Tymoshchuk e Diego Contento; Bastian Schweinsteiger, Toni Kroos, Franck Ribéry (Ivica Olic aos 6'/1T da prorrogação), Thomas Müller (Daniel Van Buyten aos 42'/2T) e Arjen Robben; Mario Gómez. Técnico: Jupp Heynckes.

Chelsea
Petr Cech, Bosingwa, David Luiz, Gary Cahill e Ashley Cole; John Obi Mikel, Frank Lampard, Ryan Bertrand (Florient Malouda aos 28'/2T), Salomon Kalou (Fernando Torres aos 39'/2T) e Juan Mata; Didier Drogba. Técnico: Roberto Di Matteo.


Os comentários estão desativados.