A temporada 1949/50 teve um artilheiro que deixou uma marca no futebol italiano. Gunnar Nordahl, sueco atacante do Milan, marcou 35 gols, que seria o recorde de gols em uma só temporada por um jogador na Serie A. Até este sábado. O dia 14 de maio fica marcado como o dia que Gonzalo Higuaín marcou três gols contra o Frosinone, na última rodada do Campeonato Italiano, e chegou a 36 gols. O feito foi ovacionado pelos torcedores do Napoli no estádio San Paolo, com uma música que era cantada para Diego Maradona.

LEIA TAMBÉM: Bellini dedicou 30 de seus 36 anos à Atalanta, e a torcida ofereceu ao capitão um adeus inesquecível

O início do Napoli não foi exatamente animador. O time caiu na fase de playoff da Champions League e nunca foi o que se esperava na Liga Europa. Na Serie A, porém, foi o time que chegou mais perto de realmente disputar o título com a Juventus, já que a Roma sofreu com a irregularidade – a ponto de trocar de técnico durante a campanha – e a Inter perdeu o fôlego depois de um bom primeiro turno.

Todos os três gols de Higuaín vieram no segundo tempo, quando a ansiedade já tomava o atacante. Em 2014, o centroavante sofreu com o gol perdido na final da Copa do Mundo, contra a Alemanha, que poderia ter mudado o destino da sua seleção. Em 2015, na Copa América, os albicelestes foram finalistas e de novo Higuaín ficou marcado por perder uma chance clara.

Sua carreira no Napoli tem sido positiva. Desde 2013, quando chegou ao clube do sul da Itália, o argentino é destaque do time. Deixou o papel de um coadjuvante no Real Madrid, onde disputava posição com Benzema na maioria das vezes, para se tornar o titular da camisa 9 no Napoli, destaque e, agora, ídolo.

Na primeira temporada pelo Napoli, 2013/14, Higuaín marcou 17 gols na Serie A, 24 no total. Na segunda, aumentou para 18 gols na Serie A e 29 no total. Já era destaque e um dos atacantes mais bem cotados na Europa. Esta temporada, 2015/16, aumentou muito o seu patamar.

LEIA TAMBÉM: Há 60 anos, a Fiorentina conquistava seu primeiro Scudetto e consagrava seu maior esquadrão

São 36 gols na Serie A em 35 jogos, uma vez que ele ficou suspenso por três jogos após uma expulsão duvidosa. Foram 38 gols no total, com os dois gols que ele marcou na Liga Europa. Contando só os 36 gols pela Serie A nos 2.974 minutos que atuou, a média de Higuaín é sensacional: um gol a cada 83 minutos, aproximadamente. Para ter a dimensão do recorde de Higuaín, o número de gols que ele marcou é maior que o total marcado por Palermo, Carpi, Frosinone, Udinese, Bologna e Verona. Não é pouca coisa.

Além do recorde de Higuaín, chamado de Pipita, o Napoli comemorou a vaga direta na fase de grupos da Champions League. Considerando que o time caiu para a Liga Europa antes desta fase em 2015/16, é uma conquista importante.

“Eu estou muito orgulhoso deste recorde, agora nós podemos comemorar porque nós estamos de volta à Champions League”, disse Higuaín após o jogo. “Eu sabia que podia fazer isso, eu só precisava ficar calmo. No primeiro tempo eu tive problemas com a minha finalização, então o time me ajudou e felizmente eu fui capaz de marcar três gols”, continuou.

“Eu agradeço Maurizio Sarri, com certeza, que é a razão de depois do terceiro gol eu ir abraçá-lo na linha lateral. Ele me ajudou muito, ele sempre me disse o que eu tinha que fazer para melhorar e eu sempre ouvi”, agradeceu o argentino.

“É difícil entender, mas eu espero que a ficha caia em breve. Este é um momento maravilhoso da minha carreira. Depois do terceiro gol eu vi o time inteiro correndo para me abraçar e eu senti uma alegria imensa”, declarou ainda o jogador. “Eu sempre posso fazer melhor e eu sempre trabalho para melhorar”, seguiu Higuaín.

LEIA TAMBÉM: Gattuso: “O futebol italiano precisa da competitividade de Milan e Inter”

Emocionado com o apoio que recebeu e com a música que os torcedores cantaram em sua homenagem, a mesma que cantavam para Maradona, o camisa nove agradeceu. “Eu estou muito feliz. Esta cidade me deu tanto amor, fez me sentir sempre feliz e eu estou vivendo um momento maravilhoso na minha vida e minha carreira. Está tudo vindo junto”, disse, em lágrimas, após dar uma volta olímpica para agradecer aos torcedores no estádio San Paolo lotado.

O sonho agora é ir além e conquistar o tão sonhado título da Serie A, algo que não vem desde a época de Maradona. Isso, claro, se nenhum clube resolver pagar a cláusula de recisão do centroavante argentino de 28 anos, de € 94 milhões. Os torcedores esperam que na próxima temporada ele esteja novamente marcando gols em Nápoles.

Primeiro gol de Higuaín:

Segundo gol de Higuaín:

Terceiro gol de Higuaín:

Todos os gols de Higuaín na temporada:

TRIVELA FC: você pode tornar a Trivela mais forte e ainda ganhar benefícios!