O Milan finalmente emendou duas vitórias consecutivas na Serie A. Os rossoneri foram ajudados pela tabela, ao encararem o Chievo neste domingo, mas a fragilidade dos adversários não vinha significando necessariamente bons resultados. Desta vez, o time de Gennaro Gattuso não desperdiçou a chance e comemorou a vitória por 3 a 1 no San Siro. E os protagonistas do elenco ficam cada vez mais claros. Gonzalo Higuaín chamou a responsabilidade e anotou dois gols, enquanto Suso brilhou com três assistências.

O primeiro gol do Milan saiu aos 33 minutos. Suso encontrou Higuaín livre na entrada da área e o argentino apenas tirou do goleiro. Depois, faria um típico tento de centroavante, a partir do cruzamento do espanhol que veio da direita. O resultado definido abria o caminho aos rossoneri, que mataram o jogo na etapa complementar. Suso rolou para Giacomo Bonaventura, que encarou a marcação e chutou de fora da área, contando com o desvio na marcação para correr ao abraço. Por fim, como não poderia deixar de ser, a defesa rossonera deu bobeira e entregou um gol ao Chievo. Sergio Pelissier foi o responsável por anotá-lo.

O resultado deixa o Milan na décima colocação, com 12 pontos, mas a dois de alcançar o G-4 da Serie A. Já o Chievo é o lanterna, ainda sem vencer e com um ponto negativo, fruto de punição.


Os comentários estão desativados.