O Manchester United não repetiu os 8 a 2 de 2011, mas outra vez fez uma partida soberana contra o Arsenal em Old Trafford.  Agora, com a participação imprescindível de um “traidor”, na visão dos Gunners. Decisivo na vitória por 2 a 1, Robin van Persie foi o melhor em campo no primeiro encontro com os antigos empregadores. Autor do primeiro gol, o holandês não comemorou seu tento, mas acabou o jogo exaltado pelos Red Devils nas arquibancadas.

Sir Alex Ferguson repetiu a escalação que bateu o Chelsea no último final de semana e começou no domínio do jogo. Com apenas três minutos, Robin van Persie aproveitou falha de Thomas Vermaelen para punir o ex-time. A sequência do primeiro tempo contou com os Red Devils melhores, explorando bem as laterais e forçando duas boas defesas de Vito Mannone.

Já o Arsenal não tinha progressão, apesar da maior posse de bola. Os londrinos finalizaram apenas uma vez no primeiro tempo, com dificuldades para atravessar a compacta defesa do United. E, pouco antes do intervalo, a equipe ainda precisou agradecer à sorte. Wayne Rooney desperdiçou cobrança de pênalti, marcada após toque de mão de Santi Cazorla.

O abismo entre os dois times apenas se acentuou no segundo tempo. Exceção feita a um chute na trave de Olivier Giroud, o Arsenal não criou uma jogada de perigo. E o United passou a sufocar ainda mais no ataque. Depois de novo milagre de Mannone, Evra fez o segundo. Na sequência, Jack Wilshere ainda foi expulso. Com um a mais, os Red Devils queriam ampliar, mas não conseguiram. No último minuto, Cazorla ao menos anotou o gol de honra dos Gunners.

Com o empate do Chelsea na sequência rodada, o Manchester United assume a primeira colocação da Premier League, com um ponto à frente dos londrinos. O Arsenal é o sexto, com 15 pontos.

Formações iniciais

Destaque do jogo

Robin van Persie. Não poderia ser diferente. Mesmo com todos as atenções voltadas para o atacante, ele não tremeu. O holandês foi o jogador com mais finalizações na partida, arrematando quatro vezes e acertando o alvo em todas elas. Além disso, teve atuação participativa no ataque. Sua assistência não veio por pouco, já que Valencia perdeu um gol feito no início do segundo tempo e o árbitro anulou outro de Anderson.

Momento-chave

A expulsão de Wilshere atrapalhou, mas a derrocada do Arsenal tinha se encaminhado bem antes, desde o erro de Vermaelen no lance do primeiro gol. Não era uma bola difícil e o zagueiro espanou o chute, dando o presente para Van Persie. Em desvantagem, os Gunners não se encontraram mais.

Os gols

3’/1T – GOL DO MANCHESTER UNITED! Rafael avança com liberdade pela lateral direita e cruza para a área. Vermaelen corta mal e Van Persie emenda a sobra de primeira.

20’/2T – GOL DO MANCHESTER UNITED! Em cobrança de escanteio curta, Rooney domina na lateral e levanta a bola na área. Evra sobe livre de marcação e cabeceia no canto.

49’/2T – GOL DO ARSENAL! No último lance da partida, Santi Cazorla recebe na entrada da área e chuta colocado, no ângulo, indefensável para De Gea.

Curiosidade

Com o gol no ex-clube, Robin van Persie já balançou as redes contra todas as 20 equipes que disputam a Premier League 2012/13. Apenas Yakubu, que hoje defende o Guangzhou R&F, também pode se gabar desse feito.

Ficha técnica

MANCHESTER UNITED 2X1 ARSENAL

  Manchester United
David De Gea, Rafael, Rio Ferdinand, Jonny Evans e Patrice Evra; Michael Carrick e Tom Cleverley (Anderson, 16’/2T); Antonio Valencia (Nani, 37’/2T), Wayne Rooney e Ashley Young; Robin van Persie. Técnico: Alex Ferguson.
  Arsenal
Vito Mannone, Bacary Sagna, Thomas Vermaelen, Per Mertesacker e André Santos; Mikel Arteta, Jack Wilshere e Santi Cazorla; Aaron Ramsey (Theo Walcott, 7’/2T), Olivier Giroud e Lukas Podolski (Andrey Arshavin, 37’/2T). Técnico: Arsène Wenger 
Local: Old Trafford (Manchester-ING)
Árbitro: Michael Dean
Gols: Robin van Persie, 3’/1T; Patrice Evra, 20’/2T; Santi Cazorla, 49’/2T
Cartões amarelos: Ashley Young, Tom Cleverley, Robin van Persie, Wayne Rooney e Anderson (Manchester United); Jack Wilshere, Mikel Arteta e Andrey Arshavin (Arsenal)
Cartões vermelhos: Jack Wilshere (Arsenal)