O Hamburg determinou o retorno de Vincent Kompany dos Jogos Olímpicos. Ao final do treino realizado pelo clube neste domingo, o treinador Martin Jol exigiu o retorno do defensor belga.

“Fizemos um acordo para contar com ele depois de dois jogos. Não temos força suficiente para jogarmos sem ele neste momento”, afirmou o HSV por meio de um comunicado oficial.

No entanto, Kompany afirmou que permanecerá na China ao lado da seleção olímpica. A federação disse não ter influenciado a decisão do defensor e destacou que essa foi “uma escolha do próprio atleta.”

No torneio olímpico, a Bélgica enfrenta a Nova Zelândia nesta quarta-feira, em jogo válido pelo grupo C. Os belgas avançam para a próxima fase com uma vitória. O Brasil já assegurou uma das vagas da chave. Na estréia contra a Seleção, Kompany foi expulso. 

A Trivela.com decidiu publicar este conteúdo sobre o torneio olímpico de futebol porque entende que seus leitores não podem ser privados de informações sobre uma competição importante. Contudo, a Trivela condena categoricamente o regime chinês e entende que é um absurdo o Comitê Olímpico Internacional se curvar à pressão econômica de uma ditadura que não respeita os direitos humanos, liberdade de imprensa e meio-ambiente. Saiba mais sobre os crimes cometidos visitando os sites dos Repórteres sem Fronteiras e da Anistia Internacional.