Guiné massacra Botsuana na Copa Africana de Nações

Na maior goleada da Copa Africana de Nações até agora, a seleção de Guiné esmagou a de Botsuana por 6 a 1, na abertura da segunda rodada do grupo D da competição. A partida aconteceu no Stade de Franceville, na cidade homônima do Gabão. Com a vitória, Guiné chegou aos três pontos, mesmo número de Zâmbia e Mali, que ainda jogam neste sábado.

Guiné, com um time superior, dominou a partida desde o início, e foi criando chances até abrir o placar aos 15 minutos, com Sadio Diallo. Entretanto, oito minutos depois, o árbitro marroquino Al Ahrach Bouchaib marcou pênalti para Botsuana. Dipsy Selolwane cobrou, o goleiro Yattara defendeu, mas o juiz mandou voltar. Na segunda chance, Selolwane fez o primeiro gol de seu país na história da Copa Africana de Nações.

Entretanto, a festa de Botsuana durou pouco. Dois minutos depois, Diallo, novamente, deixou os Elefantes Nacionais na frente. Daí em diante, mandaram no jogo. Aos 42 minutos, Abdoul Camara anotou o terceiro, e ainda na primeira etapa, Ibrahima Traoré fez o quarto, e ainda deu tempo de Patrick Motsepe, que havia entrado poucos minutos antes, ser expulso após entrada criminosa em um jogador de Guiné.

Na segunda etapa Guiné foi displiscente, perdendo um caminhão de gols, mas nos minutos finais anotou mais duas vezes, com Mamadou Bah e Ismael Bangour. Botsuana basicamente assistiu à partida.

A Copa Africana de Nações segue neste sábado com Zâmbia x Mali, também em Franceville, pelo mesmo grupo D. Já neste domingo será decidido o grupo A, com a já classificada seleção da Guiné Equatorial (seis pontos) jogando em Malabo contra Zâmbia, que precisa de um empate para avançar, ou de uma vitória para ser a primeira colocada do grupo. Já em Bata, também na Guiné Equatorial, a seleção da Líbia (um ponto) precisa vencer o eliminado Senegal (nenhum ponto) e torcer para uma derrota de Zâmbia para avançar.