No dia 8 de agosto, começa o Apertura, primeiro turno do campeonato nacional. A novidade do torneio é a presença de duas equipes que vieram da segunda divisão, o que não acontecia desde 2007.

Com o mercado movimentando-se internamente, a expectativa é que o equilíbrio seja mantido na disputa da competição.

Nesta primeira parte, confira o que esperar do sempre favorito (e agora renovado) Boca Juniors, e do Argentinos Juniors, campeão do último Clausura e que se reforçou bastante, para seguir na luta pelo título.

All Boys

Nome do clube: Club Atlético All Boys
Estádio: Islas Malvinas (19 mil espectadores)
Site oficial: www.caallboys.com.ar
Quem chegou: Nicolas Cambiasso ( Renovacion), Eduardo Domínguez (Huracan), Sebastián Grazzini (Racing), Hugo Barrientos (Newell’s), Casteglione (Panionios-GRE), Matías Giordano (Talleres), Lucas Rimoldi (Irakis-GRE), Sebastián Ereros (Cerro Portenho), Christian Fabbiani (sem clube).
Quem saiu: Fernando Fayart (Patronato), Leonel Coudannes, Mariano Campodonico (Belgrano), Pablo Solchaga (Los Andes), Martin Perelman (livre).
Técnico: José Santos Romero.
Colocação no Clausura: não disputou
Objetivo na temporada: permanecer na primeira divisão.

Após disputar a vaga na primeira divisão com o Rosário Central, o All Boys retorna a elite. A equipe sofreu muitas baixas desde o acesso, mas foi a que mais se reforçou para a disputa do torneio até o momento. Entre as contratações mais comentadas, está a de “Ogro” Fabbiani, ainda não se sabe em que estado físico. Como de costume, o atacante já criou polêmica em sua apresentação: “Faz tempo que não vejo uma equipe que jogue bem na Argentina e o All Boys pode fazer isso. Além do Boca, que se reforçou para o torneio, o resto das equipes ainda não mostraram nada”, declarou.

O All Boys estréia na competição fora de casa contra o Racing no dia 8 de agosto e o técnico José Romero afirmou já ter em mente a equipe que entrará em campo em Avellaneda. No amistoso contra o San Lorenzo, o time foi: Cambiasso; Ferrari (Robles), Casteglione, Domínguez, Carlos Soto (Panzeri); Perea (Juan Pablo Rodríguez), Barrientos, Rimoldi, Grazzini; Torassa (Zárate) y Matos (Saad).

Argentinos Juniors

Nome do clube: Asociación Atlética Argentinos Juniors
Estádio: Diego Armando Maradona
Site oficial: www.argentinosjuniors.com.ar
Principal jogador: Ortigoza
Quem chegou: Sergio Escudero (Corinthians), Gonzalo Vargas (Atlas-Mex), Eial Strahman (Instituto de Córdoba), Miguel Angel Torrén (Cerro Portenho)
Quem saiu: Nicolás Peric, Matias Caruzzo (Boca Juniors), Facundo Coria (Villarreal-Esp), Santiago Raymonda (Quilmes), Ismael Sosa (Gaziantepspor-Tur), Nicolás Pavlovich (Necaxa-Mex) e José Luis Calderón (aposentou-se).
Técnico: Pedro Troglio
Colocação no Clausura: 1o colocado
Objetivo na temporada: parte de cima da tabela

O atual campeão argentino vem para a disputa do Apertura com um time reconstruído, já que jogadores que formavam a base da equipe foram negociados. As mudanças começaram pelo banco de reservas, com a saída de Carlos Borghi para o Boca Juniors e a contratação de Pedro Troglio, que estava no Cerro Portenho.

O novo treinador assume a equipe com dois grandes desafios: remontar seu setor defensivo e encontrar atacantes nas categorias de base do clube. A equipe contratou pouco e a perspectiva é que dois ou três reforços ainda cheguem até o início do Apertura.

Com a saída de Nicolas Peric, Troglio deve promover a entrada de Luis Ojeda, formado na base. Na defesa, o técnico deve abandonar o antigo esquema com 3 defensores e adotar uma linha de quatro formada por Prósperi, Sabia, Gentiletti e Escudero. No meio, Mercier, Ortigoza e Oberman seguem na equipe. Para compor o ataque, o recém promovido Andrés Romero, artilheiro da pré-temporada, deve formar a dupla com Gonzalo Vargas, que chegou em forma ao clube depois de jogar em todas as partidas disputadas em 2010 pelo Atlas.

Arsenal de Sarandí

Nome do clube: Arsenal Fútbol Club
Estádio: Julio Humberto Grondona (16.300 espectadores)
Site oficial: www.arsenalsarandi.com.ar
Quem chegou: Matías Alustiza (Xerez-Esp), Gonzalo Choy González (Tigre), Ignacio Boggino (Rosário Central), Lisandro López (Chacarita), Jorge Ortiz (AIK- Sue), Mariano Trípodi (Blumenau-Bra), Matías Alustiza (Xerez- Esp), Pablo Aguilar (San Luis- Mex), Cristian Leiva (San Lorenzo), Gastón Esmerado, Juan Krupoviesa (Boca Juniors), Andrés Franzoia.
Quem saiu: Franco Jara (Benfica-Por), Cristian Tula (San Lorenzo), Javier Yacuzzi (Tijuana- Mex), Nicolás Domingo (River Plate), Mariano Martínez (Huracan), Dario Espínola (Defensa y Justicia).
Técnico: Gustavo Alfaro
Colocação no Clausura: 18º colocado
Objetivo na temporada: não cair

Depois de uma temporada lamentável, o técnico Gustavo Alfaro retorna ao clube com a missão de, ao menos, fazer um campeonato digno. A equipe vem bem nos amistosos de pré-temporada e a esperança é não cair.

Banfield

Nome do clube: Club Atlético Banfield
Estádio: Florencio Sola
Site oficial: www.clubabanfield.com.ar
Principal jogador: Walter Erviti
Quem chegou: Sebastián Romero (Gimnasia), Pablo Santillo (Racing)
Quem saiu: Cristián Lucchetti (Boca Juniors), James Rodríguez (Porto-Por), Roberto Battión (Independiente), Matias Cardaccio (Atlas-Mex), Jonathan Maidana (River Plate), Guido Di Vanni (Gimnasia Jujuy)
Técnico: Julio César Falcioni
Colocação no Clausura: 5º colocado
Objetivo na temporada: título

Equipe sensação na última temporada, o Banfield parece ter conseguido manter seu principal articulador: Walter Erviti, apesar do assédio do River Plate. A permanência de Falcioni também foi comemorada pelos torcedores do Taladro

Boca Juniors

Nome do clube: Club Atlético Boca Juniors
Estádio: La Bombonera
Site oficial: www.bocajuniors.com.ar/home/sitio
Principal jogador: Martín Palermo
Quem chegou: Gonzalo Fierro (Flamengo), Christian Cellay (Estudiantes), Cristian Lucchetti (Banfield), Matias Caruzzo (Argentinos Juniors), Damian Escudero (Villarreal- Esp)
Quem saiu: Gabriel Paletta (Parma-Ita), Facundo Roncaglia (Estudiantes), Federico Insua (Bursaspor-Tur), Nicolas Gaitan (Benfica), Juan Krupoviesa (Arsenal de Sarandi), Morel Rodrigues, Hugo Ibarra.
Técnico: Claudio Borghi
Colocação no Clausura: 16º colocado
Objetivo na temporada: título

A contratação de Claudio Borghi parece ter renovado o clima do clube da Ribeira depois da pior temporada do clube nos últimos tempos.

Nos últimos amistosos, o Boca Juniors 2010/11 já se mostrou mais agressivo ofensivamente e os bons reforços trazidos para o setor defensivo devem garantir um time equilibrado. No amistoso contra o Wellington Phoenix, na Nova Zelândia, Matías Caruzzo fez sua estréia e Cellay foi o capitão da equipe, que saiu derrotada de campo.

Com a camisa 10, diante da indefinição em relação a renovação de Riquelme, o treinador promoveu a entrada do jovem Marcelo Cañete, com atuações que entusiasmou seus torcedores nos jogos de preparação. Já Martín Palermo assegurou sua permanência no clube.