Guia da Série A 2020/21 – Napoli

Este texto faz parte do guia da Serie A. Clique aqui para ver todos os clubes.

Cidade: Nápoles (Campânia)
Estádio: San Paolo (54.726 lugares)
Fundação: 1926
Apelidos: Azzurri, Partenopei
Principais rivais: Verona, Juventus, Inter e Milan
Participações na Serie A: 75
Títulos: 2
Na última temporada: 7ª posição

Objetivo: vaga na Liga dos Campeões
Brasileiros no elenco: nenhum
Técnico: Gennaro Gattuso (2ª temporada)
Destaque: Lorenzo Insigne
Fique de olho: Gianluca Gaetano

Principais chegadas: Victor Osimhen (a, Lille), Amir Rrahmani (z, Verona) e Andrea Petagna (a, Spal)

Principais saídas: José Callejón (a, sem clube), Allan (v, Everton) e Orestis Karnezis (g, Lille)

Time-base (4-3-3): Ospina (Meret); Di Lorenzo, Manolas, Koulibaly, Mário Rui; Ruiz, Demme, Zielinski; Politano, Osimhen (Mertens), Insigne.

Correndo por fora na disputa por uma vaga na Liga dos Campeões, o Napoli terá um futebol com a cara de seu comandante: o time será voluntarioso, assim como Gattuso foi dentro de campo. Já deu para degustar um aperitivo do estilo azzurro por metade da última temporada, mas a expectativa é que a equipe seja ainda mais assertiva em 2020/21.

Além da defesa compacta, liderada por Koulibaly, se espera que o Napoli siga orientando seu jogo de posse de bola paciente e criação de espaços em Fabián Ruiz, para buscar definir com Insigne e um entre Mertens e Osimhen. O atacante nigeriano, contratação mais cara da história do clube, promete fazer os partenopei terem um melhor aproveitamento nos arremates.

Finalizador nato, além de bastante veloz, o ex-jogador do Lille representa uma grande evolução em relação a Milik, de saída da Campânia, e vai oferecer mais movimentação ao setor. Sua rápida adaptação à Serie A pode ser o diferencial entre uma surpreendente arrancada no pelotão dos quatro primeiros colocados e uma campanha persecutória aos favoritos pela classificação à Champions League, como previsto.

.