O ideal seria esperar um pouco mais. Se preparar um pouco mais… Ter mais tempo para ajustar, arrumar, ensaiar… Mas, não há. A primeira fase da Libertadores começa na terça-feira com dois confrontos: Tigre x Deportivo Anzoátegui e León x Deportes Iquique. Na quarta é a vez dos brasileiros decidirem o ano, enquanto na quinta-feira Olimpia e Defensor Sporting e Tolima e César Vallejo se enfrentam. As missões, as perspectivas, os palpites e informações você confere hoje.

 

Tigre (ARG) x Deportivo Anzoátegui (VEN)

Onde será o primeiro jogo? Estádio José Dellagiovanna, Victoria, Argentina

Credenciais: O Tigre fará sua estreia na Libertadores graças à ótima campanha na Copa Sul-Americana de 2012, quando ficou com o vice-campeonato. O desempenho, aliás, salvou o semestre do Matador, que terminou na penúltima posição do torneio argentino. Já o Anzoátegui faz sua terceira participação no torneio por ter acumulado a terceira melhor campanha na temporada 2011-12 da Venezuela. As credenciais, no entanto, são ainda melhores, uma vez que o DANZ já está na Libertadores 2014 por ter vencido o campeonato Apertura 2012, disputado no segundo semestre.

O confronto: Por toda a tradição e desempenho na Copa Sul-Americana, o Tigre já entraria como favorito natural do confronto. Ainda mais porque o Matador deve ter pouquíssimas mudanças em relação ao time que perdeu do São Paulo em dezembro. Ou seja: três zagueiros e aposta na bola parada. O Anzoátegui, por sua vez, perdeu o técnico Daniel Farías e sua dupla de ataque, Rivas e Reyes, para o Deportivo Táchira. Algumas peças chegaram, mas tudo indica que o comandante Juvencio Bettancourt terá dificuldades para remontar a equipe sensação da Venezuela no ano passado.

Fique de olho: Apesar do ponto forte do Tigre ser o trabalho coletivo e as bolas paradas, vale ficar de olho em Rubén Botta. Quando não dá pontapés nos adversários e se preocupa em jogar, o meia armador mostra a qualidade que falta ao restante do time. No clube venezuelano a saída dos goleadores Rivas e Reyes abre mais espaço e dá mais responsabilidade ao meia panamenho Rolando Escobar e ao meiocampista Giacomo Di Giorgi, da seleção venezuelana.

Quem vencer entra no grupo…: 2, junto com Sporting Cristal, Libertad e Palmeiras

LDU(EQU) x Grêmio

Onde será o primeiro jogo? Estadio Casa Blanca, Quito, Equador

Credenciais: A Liga Deportiva Universitária de Quito participa da Libertadores pela 16ª vez após conseguir o terceiro lugar na temporada 2012 equatoriana. A melhor delas, é claro, foi em 2008 quando venceu a competição após bater o Fluminense na final. Também por ter sido terceiro colocado em seu país, o Grêmio fará sua 14ª aparição no maior torneio de clubes da América do Sul. O Imortal já venceu a competição duas vezes, em 1983 e 1995, e foi vice em outras duas oportunidades: 1984 e 2007.

O confronto: O Grêmio parte como favorito no duelo graças ao melhor elenco e ao fato de fazer o segundo e decisivo jogo em Porto Alegre. A ótima equipe de 2012 perdeu Gilberto Silva, mas ganhou a experiência internacional do zagueiro Cris, do goleiro Dida e do atacante Eduardo Vargas. Difícil acreditar em um mau desempenho. Ao que tudo indica, Luxemburgo deve montar um Grêmio semelhante ao de 2012, com um 4-4-2 híbrido entre duas linhas e um quadrado. A LDU tem a vantagem de jogar na altitude, mas não tem o protagonismo de outros tempos. Até porque 2013 representa um ano de transição para o clube quiteño. Os heróis de 2008 que até a temporada anterior ainda tinham um prestígio imenso, aos poucos perderam espaço e hoje se resumem ao zagueiro Norberto Araujo, os volantes Urrutia e Vera e ao lateral Reasco. Nomes como Bieler, Luna, Ambrosi e Ulisses de La Cruz saíram nesta janela de transferências para a chegada do jovem Ferraud da LDU Loja e dos não tão moços, mas ainda assim menos “experientes”, Morante, ex-Universidad de Chile, e Saritama, que estava no Deportivo Quito.

Fique de olho: Do lado gremista todos os olhos estão em Zé Roberto, cérebro do time, e na ótima dupla ofensiva Kléber e Marcelo Moreno. Fãs mais saudosos, no entanto, terão receio e curiosidade para ver Dida e Cris novamente numa competição continental. Em terras equatorianas, olho em Luis Saritama, meiocampista de ótima visão de jogo e boa técnica.

Quem vencer entra no grupo…: 8, ao lado de Fluminense, Huachipato e Caracas.

Universidad César Vallejo (PER) x Deportes Tolima (COL)

Onde será o primeiro jogo? Estadio Manuel Murillo Toro, Ibagué, Colômbia

Credenciais: Enquanto os peruanos fazem sua estreia na competição após encerrarem a temporada em terceiro lugar, o Tolima chega à sua sexta Libertadores depois de obter a melhor pontuação entre as equipes colombianas que não foram campeãs. Os Pijaos tiveram seu melhor desempenho em 1982, quando foram semifinalistas em uma época em que esta fase se disputava em duas chaves com três times cada.

O confronto: O Deportes Tolima parte como favorito no duelo, mas não tanto assim. Apesar da boa pontuação obtida na Colômbia a equipe pouco empolgou e ainda perdeu seu mais habilidoso jogador: Robin Ramírez, vendido ao Pumas, do México. Desta maneira a aposta do Tolima será na crença de que seu elenco é mais qualificado que o do adversário e que o toque de bola característico das equipes colombianas poderá servir como fator-chave no 4-4-2 do técnico Carlos Castro. Já a Universidad César Vallejo apostará no poderio defensivo para arrancar um ou dois empates. A equipe peruana levou 44 gols em 44 partidas no ano passado, o que não deixa de ser uma boa notícia em um confronto deste porte.

Fique de olho: Sem Ramírez, restará ao Tolima apostar em Yimmi Chará, que era parceiro do paraguaio no ataque, e no meiocampista peruano Merino, com passagens pelo Barcelona B e que estava no Nocerina, da Itália. Já a Universidad César Vallejo contará com um elenco bem mais qualificado do que poderia se imaginar para um time sem muita fama e que estava na segundona até 2007. Entre os atletas de destaque estão o goleiro Libman, que vem do Alianza Lima, o lateral Guizasola e o goleador Roberto Jiménez, que fez 18 gols na última temporada.

Quem vencer entra no grupo…: 6, junto com Santa Fe, Cerro Porteño e Real Garcilaso

Defensor Sporting (URU) x Olimpia (PAR)

Onde será o primeiro jogo? Estadio Luis Franzini, Montevidéu, Uruguai

Credenciais: Tradição de um lado e consolidação do outro. Enquanto o tricampeão Olimpia faz sua 37ª participação, o Defensor Sporting aparece no torneio continental pela 13ª vez. O melhor resultado dos uruguaios foi uma eliminação nas quartas de final. Há também uma diferença, pelo menos nominal, nos critérios de classificação para a Libertadores. O Defensor Sporting foi o terceiro melhor uruguaio. O Olimpia não ganhou títulos, mas teve a melhor pontuação acumulada no Paraguai.

O confronto: Ao contrário do retrospecto e tradição, quem chega melhor para o confronto é o Defensor Sporting. Os uruguaios, apesar de não serem brilhantes, mantêm há algum tempo a mesma base e esquema: o 4-4-2 que enfrentará um Olimpia em crise institucional e esportiva. Os mandos e desmandos da diretoria do Decano vão cobrando seu preço. Vários atletas considerados fundamentais deixaram o clube ou por desentendimentos ou por falta de salários. Nesta temporada ninguém de peso chegou para substituir Zeballos e Maxi Biancuchi. Desta forma o time que sofreu bastante no segundo semestre tende a passar por apuros ainda maiores agora.

Fique de olho: O esquema do Defensor é o 4-4-2, mas os olhos devem estar em Torito Rodríguez, volante de marcação e saída acima da média. Ele é parte importantíssima de um time jovem que terá na experiência de Nico Oliveira e Sorondo (aquele) seus pontos de equilíbrio. No lado olimpista, vale olhar para Juan Manuel Salgueiro, meia uruguaio de grande habilidade e jogador cerebral do time paraguaio.

Quem vencer entra no grupo…: 7, ao lado do Deportivo Lara, Universidad de Chile e Newell’s Old Boys.

São Paulo x Bolívar (BOL)

Onde será o primeiro jogo? Estádio do Morumbi, São Paulo, Brasil

Credenciais: Brasileiro com maior número de participações e também com mais títulos da competição – 3, junto com o Santos – o São Paulo retorna à Libertadores após dois anos de ausência graças à quarta posição no Campeonato Brasileiro. O Bolívar também é outro habitué da competição continental. Na edição de 2013 La Academia faz sua 29ª aparição no torneio depois de ter encerrado o Bolivianão como melhor terceiro colocado entre os torneios Apertura e Clausura.

O confronto: Um duelo de clubes em busca de uma nova filosofia. Assim deve ser São Paulo e Bolívar. Enquanto o Tricolor tenta se adequar à ausência de Lucas e a um estilo de jogo que deve priorizar mais a posse de bola do que a velocidade, a equipe boliviana tenta achar a melhor sintonia entre o futebol ofensivo que lhe deu destaque no início de 2012 e um time mais consolidado do ponto de vista defensivo. O técnico Miguel Ángel Portugal tenta dar essa cara à equipe, mas mesmo em solo boliviano ainda derrapa. Assim, a aposta será na armação de um ferrolho no Morumbi e nos chutes à distância e bolas paradas em La Paz. No São Paulo a ideia é aproveitar ao máximo a técnica dos atletas.

Fique de olho: A grande esperança do São Paulo seria Paulo Henrique Ganso, mas ainda é cedo para contar com o retorno do virtuoso e técnico jogador que fez sucesso no Santos. Assim, mais seguro para o Tricolor é crer no potencial de quem terminou 2012 em alta, como é o caso de Osvaldo e Wellington. No Bolívar, os atacantes Juan Carlos Arce, ex-Corinthians, e William Ferreira são as apostas de gol.

Quem vencer entra no grupo…: 3, junto com Arsenal, The Strongest e Atlético Mineiro

León (MEX) x Deportes Iquique (CHI)

Onde será o primeiro jogo? Estadio León, León, México

Credenciais: Duelo de estreantes na Copa Libertadores da América. Enquanto o León chega ao torneio continental sul-americano como terceiro melhor time do Apertura mexicano, o Deportes Iquique é o segundo melhor pontuador da temporada chilena, mesmo não chegando a nenhuma decisão, ou mesmo semifinal.

O confronto: Dono do melhor ataque do último campeonato mexicano, o Léon deve vir para cima do Iquique logo no início do primeiro duelo. A equipe ganhou nesta temporada o reforço de Nery Castillo e tem jogado com um 4-2-3-1 no Apertura 2013. Aliás, o desempenho ruim até o momento no campeonato nacional – 2 derrotas e um empate – pode motivar uma briga maior por vitória na Libertadores, que vez ou outra é tratada com desdém pelos mexicanos. Já o Iquique vai tentar perder de pouco. A equipe que costuma atuar com três zagueiros oscilou demais no Clausura chileno e não há indícios de que isso vá mudar.

Fique de olho: Nery Castillo um dia foi um promissor jogador para ser de nível europeu. Hoje ele se contenta com o campeonato mexicano, mas a curiosidade para ver jogadas em alta velocidade e dribles continua. Quem sabe ele não se reencontra? Ao mesmo tempo, o León também traz o experiente Rafa Márquez, de volta ao país de origem após uma passagem marcante pelo Barcelona e uma discreta pelo New York Red Bulls. Do lado chileno olho no atacante paraguaio Cristian Bogado, que aos 26 anos é o segundo maior artilheiro do Deportes Iquique, com 33 gols marcados.

Quem vencer entra no grupo…: 4, junto ao Vélez Sarsfield, Peñarol e Emelec.

Mais bolivianas

Na vanguarda do futebol sul-americano no que se refere à temporada 2013, o Campeonato Boliviano já tem três rodadas disputadas. O Universitario lidera com sete pontos, seguido por Aurora e Oriente Petrolero com seis. O Bolívar, que venceu o La Paz por 1 a 0, é o antepenúltimo, mas só fez dois jogos, assim como o The Strongest, que tem um ponto em dois cotejos.

Mais venezuelanas

– Na Venezuela a primeira rodada do Clausura 2013 foi realizada neste final de semana. O Atlético Venezuela ganhou do Zulia por 2 a 0 e lidera o campeonato ao lado do Mineros de Guayana, que venceu o Deportivo Petare pelo mesmo placar. Quem também tem três pontos é o Trujillanos que fez 1 a 0 no Portuguesa.

– O Caracas ficou no 1 a 1 com o Zamora, enquanto Táchira empatou por 1 a 1 com o Llaneros de Guanare. O duelo entre Deportivo Anzoátegui e Deportivo Lara ficou para 24 de abril.

Mais deste colunista no blog www.dynamodudziak.blogspot.com e no @gabrieldudziak