Times: Vorskla Poltava (UCR), Hannover 96 (ALE), Standard Liège(BEL) e Kobenhavn (DIN)
Craques: Didier Ya Konan (Hannover), Dame N'Doye (A, Kobenhavn), Jelle van Damme (M, Standard Liège) e Vasyl Sachko (A, Vorskla Poltava)
O confronto: Hannover 96 x Kobenhavn – Em seis confrontos contra alemães em campeonatos europeus, o Kobenhavn venceu apenas um, mas de forma bastante célebre. Na Copa da Uefa de 91/92, os dinamarqueses golearam o Bayern de Munique por 6 a 2 em Copenhagen, no que foi a maior derrota dos bávaros em competições continentais.
Definição do Grupo: O bicho vai pegar

Depois do quarto lugar no último Campeonato Alemão, o Hannover volta a um torneio continental após hiato de 18 anos. E, mesmo sem grandes contratações, o clube vem demonstrando que pode ser capaz de novos feitos louváveis na presente temporada. O começo regular na Bundesliga reitera essa teoria, bem como a classificação para a fase de grupos da Liga Europa, quando os alemães eliminaram o Sevilla. A base, bastante entrosada, tem como destaques Didier Ya Konan, Konstantin Rausch e o bom goleiro Ron-Robert Zieler, além de Jan Schlaudraff, autor dos gols que garantiram a vitória sobre os espanhóis.

Para se classificar no Grupo B, no entanto, o Hannover precisará superar o equilíbrio da chave. A começar pelo Kobenhavn, atual tricampeão dinamarquês. Credenciado pelas oitavas de final da última Champions, o FCK tentou repetir o feito neste ano, mas acabou surpreendido pelo Viktoria Plzen nas fases de qualificação. Realocado à Liga Europa, o time treinado por Roland Nilsson conta com mais perdas do que ganhos para a atual temporada – entre os que deixaram o clube estão Kvist e Gronkjaer, dois de seus principais nomes. Ainda assim, os dinamarqueses vêm sobrando neste começo do campeonato nacional, o que permite sonhos um pouco maiores também no restante do continente.

Completando a trinca de favoritos, o Standard Liège ainda se adapta à reformulação de seu elenco. Segundo colocado nos playoffs do Campeonato Belga, o clube perdeu jogadores fundamentais, como Witsel, Mangala e Carcela-Gonzalez. Como resultado, os Rouches foram desclassificados pelo Zurich na Liga dos Campeões. Sem trazer tantos reforços, as esperanças ficam depositadas sobre velhos conhecidos da torcida, como van Damme e Bolat. Já o Vorskla Poltava, sexto colocado no último Campeonato Ucraniano, é o azarão da chave. O clube passou para a fase de grupos após cinco vitórias em seis partidas contra Glentoran, Sligo Rovers e Dinamo Bucaresti, mas deve ser presa fácil ante adversários mais tradicionais.