A Copa Libertadores já começou no dia 4 de fevereiro com os jogos da primeira fase, que muitos chamam de pré-Libertadores. Nesta terça-feira começa a segunda fase, chamada também de fase de grupos. É quando todos os times estreiam e quando começamos a ver se os favoritos são mesmo aqueles que se previa, quando os duelos começam a ficar mais pesados e mais dramáticos. A Libertadores tem a sua característica própria, onde o mando de campo faz muito mais diferença que em outros torneios continentais, especialmente a Champions League da Europa. Na Libertadores, a tradição, os estádios e as camisas costumam ter muito peso. O que não quer dizer que SÓ isso conte – tanto que a edição 2014 teve semifinais cheias de surpresas e uma final entre dois times que nunca tinham ganhado, o Nacional do Paraguai e o San Lorenzo.

Outro fator tem sido peculiar na Libertadores. Desde 2012, o campeão é sempre inédito. Naquele ano foi o Corinthians, que encerrou o pesadelo de nunca ter ganho a competição que os rivais já tinham. Em 2013, foi a vez do Atlético Mineiro quebrar a escrita e conquistar o torneio, que o rival também já tinha. Em 2014, o San Lorenzo finalmente conseguiu a taça e deixou de ser o único dos times grandes argentinos que nunca havia ganhado La Copa.

Em 2015, serão 14 campeões disputando o torneio, o que torna tudo mais interessante. Para esquentar, já começamos com os nossos especiais sobre a Libertadores falando sobre a organização da competição, os clássicos e sobre como os argentinos estão voltando fortes para esta temporada, depois de dominarem o continente em 2014, com San Lorenzo e River Plate vencendo as duas competições continentais.

Incluímos agora uma análise grupo a grupo com um roteiro do que esperar em cada um deles. Não se esqueça de estar sempre ligado na nossa seção programação de TV, que é atualizada sempre para mostrar quais os jogos serão transmitidos.

Especiais

– Brasileiros têm, novamente, motivos para temer os argentinos na Libertadores

– Um mapa para você viajar e conhecer a origem dos 32 times da Libertadores

– Nós amamos a Libertadores, e nos damos o direito de sonhar com mais

– Os 10 maiores clássicos da história da Libertadores

Grupo a grupo

Grupo 1: Atlético Mineiro, Indenpendiente Santa Fe, Colo Colo e Atlas

Grupo 2: San Lorenzo, São Paulo, Danubio, Corinthians

Grupo 3: Cruzeiro, Mineros de Guayma, Universitario de Sucre, Huracán

Grupo 4: Emelec, Internacional, Universidad de Chile, The Strongest

Grupo 5: Boca Juniors, Zamora, Montevideo Wanderers, Palestino

Grupo 6: River Plate, Juan Aurich, San José, Tigres

Grupo 7: Atlético Nacional, Barcelona, Libertad, Estudiantes

Grupo 8: Sporting Cristal, Racing, Guaraní, Deportivo Táchira