Foram 251 dias sem jogar, mais de 500 entre as incertezas inerentes a uma batalha jurídica, até que José Paolo Guerrero voltasse aos gramados, livre das amarras do caso de doping, no último final de semana, na semifinal do Campeonato Gaúcho, estreando pelo Internacional com um gol. O peruano foi titular nesta terça-feira, contra o Palestino, pela Libertadores, e completou dias certamente especiais em sua vida com dois gols na vitória por 3 a 2 que colocou o Colorado nas oitavas de final da competição sul-americana.

Guerrero atuou uma hora contra o Caxias e ficou em campo até o fim contra o Palestino, o que corrobora os relatos de que se reapresentou ao Internacional em forma elogiável para quem não atuava há tanto tempo e cumpriu à risca o planejamento de condicionamento físico. Embora a previsão é que ele chegue mais próximo do ideal em sete jogos, Guerrero já começou a entregar o que se espera dele.

O Internacional começou muito bem a partida e parecia que não precisaria sofrer. Com passes de Nico López, que promete uma dupla de ataque sul-americana de respeito com o peruano, Patrick e Guerrero, com direito a um lindo drible em Del Pino, abriram 2 a 0 com rapidez.

.

 

O torcedor colorado mais atento lembrou que, contra o River Plate, o Internacional também havia saído na frente e acabou levando o empate. No entanto, tratava-se do campeão da América. Não aconteceria novamente contra o mais modesto Palestino, certo? Antes do intervalo, na sequência de uma cobrança de falta, Marcelo Lomba saiu mal do gol e Fernández mandou para as redes.

 

No primeiro minuto do segundo tempo, uma rápida transição do Palestino encontrou Rosende pela direita. O cruzamento encontrou Passerrini, em boa posição para empatar.

 

O Internacional tentou pressionar pelo gol da vitória, sem criar uma infinidade de chances, e contou com outra assistência de Nico López, a terceira na partida, para encontrá-lo: depois de um escanteio, ele cruzou da direita e Guerrero subiu para cabecear.

O jogo não acabou aí. Guilherme Parede recebeu cartão amarelo por reclamação, aos 26 minutos, e o segundo por uma entrada em soto, sete minutos depois. Com um a menos, o Internacional precisou lidar com a pressão do Palestino, que conseguiu um par de finalizações perigosas.

Com três vitórias e um empate, o Internacional segue com uma ótima campanha na Libertadores. Os dez pontos significam que ele não pode mais ser ultrapassado pelo River Plate, com três pontos e três partidas por fazer, e pelo Palestino, com quatro e apenas dois jogos pela frente, pois os dois se enfrentam na quinta rodada. O Colorado está, portanto, nas oitavas.