O Manchester City terá um compromisso importantíssimo nesta rodada da Premier League, ao visitar o Leicester. Além disso, os esforços também se concentram no início das oitavas de final da Champions League, na qual os celestes enfrentarão o Real Madrid. Ainda assim, o assunto principal no clube (obviamente) é a punição da Uefa, que baniu os mancunianos das próximas duas edições da Champions. Pep Guardiola, enquanto gere o ambiente interno, garante que isso não interfere em nada que já foi construído.

“Não posso mudar o que as pessoas pensam. Sei o quanto trabalhamos e estou muito orgulhoso do que fizemos nestes anos juntos. Tudo o que ganhamos nessas temporadas não teve a ajuda de ninguém. Fizemos um trabalho incrível dia após dia, jogo após jogo, e nada vai mudar isso. Ainda não terminou, ainda não acabou. O clube recorreu e veremos o que acontecerá”, afirmou Guardiola.

Chefe-executivo do City, Ferran Soriano prefere blindar seus vestiários. Segundo o dirigente, o clube é inocente e a comissão técnica pode focar em seu trabalho tranquilamente: “Obviamente, Pep está informado sobre o processo, mas não é sua tarefa responder sobre o assunto. Ele está focado no futebol, nos próximos jogos. Assim é também com os jogadores. Eles estão calmos, focados. O entrave é mais sobre negócio e legalidade do que sobre futebol”

Guardiola preferiu não polemizar inclusive ao responder sobre outros assuntos em sua coletiva de imprensa. Perguntado sobre a capa do jornal As, em que Raheem Sterling elogia o Real Madrid, o treinador viu como algo natural e não como o desejo de uma transferência: “Meus jogadores são livres para dizer o que pensam e no que acreditam. Não estamos aqui para dizê-los o que precisam falar. É normal o que ele disse. Ele deu uma entrevista para um jornal de Madri e falou sobre o Real Madrid”.

Além disso, as preocupações de Guardiola se concentram sobre o Leicester. As Raposas aparecem quatro pontos atrás na tabela da Premier League e o jogo no Estádio King Power terá muito peso para a definição do segundo colocado. O catalão guardou elogios rasgados ao colega Brendan Rodgers, e não só por aquilo que faz no clube atual.

“Conheço o trabalho incrível que ele fez no Liverpool, quando eu ainda não tinha chegado à Inglaterra. Vi o time dele no Celtic e pensei: ‘Uau, essa equipe joga bem, é agressiva e tem boas vibrações’. Já o Leicester tem sido incrível durante toda a temporada. Eles têm uma organização incrível, com ótimos olheiros. Sabem exatamente o que precisam fazer e é bacana ver times jogando tão bem quanto eles. O futebol inglês se beneficia com esse tipo de time e de treinador”, respondeu o catalão.

Por fim, Guardiola respondeu se tomará algum cuidado especial com Jamie Vardy, vide o gosto que o artilheiro tem em balançar as redes dos Citizens. O treinador exaltou o artilheiro: “Jogamos de maneira adiantada, o que é perfeito para ele. Mas acho que Vardy faz tantos gols contra nós quanto contra os outros times. Mesmo na área, ele é excepcional. É um dos melhores atacantes que já vi – movimento, finalização, intensidade, pressão alta. É fora de série”.

Leicester e Manchester City se enfrentam neste sábado, às 14h30 [horário de Brasília], com transmissão da ESPN Brasil. Durante o primeiro turno, os Citizens venceram por 3 a 1.