O futebol é muito dinâmico. O Manchester City é o atual bicampeão inglês e acabou de ganhar todos os títulos do país em uma mesma temporada, mas já perdeu três vezes na atual Premier League e está a nove pontos do líder Liverpool. Começaram a surgir rumores de que Pep Guardiola estaria interessado em ir embora antes do fim do seu contrato, em 2021, lembrando que o seu trabalho mais longo, no Barcelona, durou quatro anos. Antes de enfrentar o Chelsea, neste sábado, às 14h30, Guardiola fez questão de rechaçar os boatos.

“Estou satisfeito com o trabalho neste clube, com esses jogadores e, se as pessoas acham que renunciarei ou serei demitido por esses resultados, e por estar nove pontos atrás, as pessoas não me conhecem”, afirmou. “Eu gosto de estar neste desafio. Eu amo estar nesta posição e, se o clube me quiser na próxima temporada, eu quero estar aqui, 100%”.

“Quero viver nesta cidade porque conheço pessoas adoráveis aqui e quero trabalhar e viver com elas e quero estar aqui. Se eles decidirem que os resultados estão piorando, tomarão uma decisão. Isso é normal. Não é porque eu sou amigo com Txiki (Bergiristain, diretor do futebol) que ficarei pelo resto da minha vida”.

“Estou aqui porque eu quero vencer. Se eu não vencer, terei problemas, eu sei disso, mas estou incrivelmente satisfeito com o trabalho nesta cidade e com este clube e quero ajudar o clube a melhorar. Ainda gosto muito de trabalhar com esses jogadores e gostaria de ficar mais tempo. Se o clube quiser, ficarei”, completou.

Guardiola também foi questionado sobre a queda de rendimento do Barcelona em sua última temporada no Camp Nou, indicando que poderia haver um problema no quarto ano de seu trabalho, mas o treinador catalão defendeu o seu retrospecto. “Ganhamos quatro títulos (Supercopa da Espanha, Supercopa da Europa, Mundial de Clubes e Copa do Rei) na última temporada pelo Barcelona. Desculpa, não foi tão ruim”, disse.

“Não ganhamos a liga ou a Champions League, mas foi bom e jogamos o nosso melhor futebol no Barcelona porque nos conhecíamos. Foi essa minha sensação”.

“Estamos nove pontos atrás, eu vi a tabela. Um time ganhou todos os jogos com exceção de um empate. Essa é uma razão. A segunda é que perdemos alguns jogos que não esperávamos. Talvez isso seja normal. Acontece no começo de uma temporada depois de títulos consecutivos. Se não tivéssemos conquistado títulos consecutivos, isso não aconteceria, mas o futebol que temos ainda está lá”, encerrou.

O City perdeu o confronto direto para o Liverpool na última partida antes da Data Fifa e também foi derrotado pelo Norwich e pelo Wolverhampton.