O início de ano estrondoso vivido pelo Manchester City referenda o clube a conquistar tudo o que disputa na temporada. O primeiro título veio neste domingo, na Copa da Liga Inglesa. Ainda assim, Pep Guardiola não esconde que sua principal ambição é o bicampeonato da Premier League. A corrida segue aberta, especialmente diante da queda de desempenho do Liverpool nas últimas semanas, e o empate dos Reds no clássico contra o Manchester United deixa a diferença em apenas um ponto. Por isso mesmo, o treinador exige mais. Nesta semana, o comandante concedeu uma entrevista direcionada aos seus jogadores. E escancarou o que pretende ver nos próximos meses.

“Eu não quero ver desculpas sobre cansaço, calendário ou excesso de jogos. Isso não é nada. Quando você tem o sonho de lutar até o fim, para conquistar o bicampeonato, o poder e a energia que isso te dá é maior do que qualquer desculpa que você possa encontrar”, apontou Guardiola, aos jornalistas. Um recado claro, especialmente depois de ver alguns de seus times caírem de rendimento na reta final da temporada, muito por conta de lesões.

Nesta quarta-feira, o Manchester City receberá o West Ham no Estádio Etihad. Uma grande oportunidade para os celestes escancararem esta gana: “Temos que correr amanhã e vencer a partida. Depois disso, vencer o jogo seguinte. Nos últimos dois meses, a mentalidade fez a diferença. As pessoas dizem sobre este ou aquele jogador. Não importa quem está em campo. Temos um elenco amplo, temos jogadores bons o suficiente, temos um segundo time também”.

“Quero ver amanhã o desejo de que realmente queremos conquistar este título. Quero ver isso. Não me importo com a maneira como jogamos ou as outras coisas. Quero esse instinto nos vestiários. Esse instinto no começo do jogo, durante o jogo, com nossa torcida. Agora, depois que a primeira competição acabou, realmente desejamos a Premier League. Quero ver na face dos meus jogadores amanhã. Depois do jogo, contarei a vocês se vi algo especial ou não”, complementou Guardiola.

Desde a virada do ano, o Manchester City conquistou 13 vitórias em 15 partidas. Sofreu apenas uma derrota, contra o Newcastle, além do empate diante do Chelsea na final da Copa da Liga, que terminou com o triunfo nos pênaltis. E será importante observar o rendimento do time especialmente em abril, quando terá uma sequência difícil contra Tottenham e Manchester United na Premier League, ao mesmo tempo em que a Liga dos Campeões se afunila. As palavras de Guardiola precisam ecoar até lá.