Por que vale a pena acompanhar esse grupo

Cristiano Ronaldo reencontra o time que o consagrou mundialmente, o Manchester United, com o desafio de ser o cara da Juventus. É um dos grandes atrativos do grupo, mas há mais. O Manchester United tem José Mourinho e diversas estrelas que renderam pouco na última temporada, apesar do vice-campeonato inglês. A cobrança sobre os ingleses será para se classificar, e com tranquilidade.

Ainda há o Valencia, que tenta mostrar a sua força. Fez uma ótima temporada passada, se reforçou e tenta manter a boa fase também no torneio continental, que foi finalista por dois anos seguidos, em 2000 e 2001. O Young Boys conseguiu heroicamente chegar a esta fase, mas tem tudo para fazer apenas a figuração.

O estádio que faz a diferença
O Mestalla (Foto: Getty Images)

O estádio Mestalla é um dos melhores da Espanha e é a casa do Valencia. É um estádio fantástico, em todos os sentidos, que recebeu muitas vezes as finais da Copa do Rei (que, ao contrário de Copas da Inglaterra e da Itália, não tem sede fixa). É onde os Ches podem conseguir pontos que os qualifiquem a sonhar. O Valencia larga como candidato a terceiro lugar na chave, mas bons resultados em casa podem até fazer o time sonhar um pouco mais alto.

Lei do Ex
Cristiano Ronaldo, no Manchester United (Foto: Getty Images)

Cristiano Ronaldo é um ídolo da história do Manchester United. Contratado em 2003, jogou até 2009 no clube, onde empilhou títulos, incluindo a Champions League, e foi o melhor do mundo pela primeira vez. Os dois encontros, marcados para 23 de outubro e 7 de novembro, prometem ser emocionantes. Não só pelo reencontro do ídolo com a torcida inglesa, mas porque são os jogos dos dois melhores times do grupo, possivelmente lutando pela primeira posição.

A ambição na fase de grupos

Juventus

Ser a primeira colocada do grupo. Com Cristiano Ronaldo, a Juventus quer der um passo à frente para ser um time de topo e, para isso, terá que superar o Manchester United.

Manchester United

Mourinho, do Manchester United

Se classificar. Pragmático como Mourinho é, ser primeiro ou segundo importará menos do que a posição, mas o time tem que ao menos brigar pelo primeiro lugar e não correr risco.

Valencia

A classificação para as oitavas é o sonho, mas uma vaga na Liga Europa é um objetivo mais realista.

Young Boys

O time já chegou muito longe e qualquer coisa que acontecer a partir daqui já será lucro. Se possível, tentar beliscar a terceira posição, se algum dos times bobear (é com você mesmo, Valencia).

O ponto forte

Juventus

O entrosamento do time da Juventus é um dos seus grandes trunfos. Tem um trabalho de longo prazo com o técnico Massimiliano Allegri, no cargo desde 2014.

Manchester United

Força física é um dos pontos altos (literalmente, com muitos jogadores de grande estatura) do time do Manchester United. O jogo aéreo do time deve ser muito perigoso para os adversários.

Valencia

Gonçalo Guedes, do Valencia (Foto: CF Valencia)

O ataque do Valencia é o ponto alto do time, onde também recebeu mais reforços. Nomes como Rodrigo e Gonçalo Guedes já foram destaques na última temporada e seguem prontos para brilhar.

Young Boys

O ataque do time é muito positivo, com cinco jogadores que superaram a marca dos 10 gols na última temporada. O artilheiro foi Roger Assalé, com 21.

O craque

Juventus

Cristiano Ronaldo foi contratado como o melhor do mundo e, assim, é o grande craque não só da Juventus, mas do grupo todo.

Manchester United

Paul Pogba é um dos melhores jogadores da seleção francesa e vem com o carimbo de campeão mundial. É um ponto chave para o bom funcionamento do time.

Valencia

Gonçalo Guedes não fez uma grande Copa do Mundo, é verdade, mas foi destaque do Valencia desde a última temporada. É o grande nome do time.

Young Boys

Guillaume Hoarau (Foto: Getty Images)

O experiente atacante Guillaume Hoarau, ex-PSG e Bordeaux, está no Young Boys desde 2014. Pelos suíços, anotou 91 gols em 136 partidas, inclusive 18 na última temporada.

Mister Champions

Juventus

Cristiano Ronaldo, da Juventus

Não há como não apontar Cristiano Ronaldo como o jogador mais relevante em termos de Champions League. Não se trata apenas de títulos – e Ronaldo tem cinco -, mas de jogos e gols. É o maior artilheiro da história da Champions League com 120 gols. E espera aumentar a marca.

Manchester United

Uma das conquistas que mais marcam a história do técnico José Mourinho é a Champions League. Campeão pelo Porto em 2003/04 e pela Internazionale em 2009/10, foi semifinalista em todos os anos que comandou o Real Madrid e repetiu o feito pelo Chelsea. Agora, pelo United, tenta repetir.

Valencia

Kevin Gameiro carrega uma larga experiência. Aos 31 anos, jogou a Champions League pelo PSG, pelo Sevilla e pelo Atlético de Madrid. Agora, o desafio é tentar levar o Valencia longe.

Young Boys

Miralem Sulejmani, de 29 anos, é um dos jogadores mais experientes do elenco do Young Boys. Disputou Champions League tanto pelo Ajax quanto pelo Benfica antes de chegar ao Young Boys.

A contratação

Juventus

Cristiano Ronaldo. Custou € 105 milhões e chegou para ser o craque decisivo que a Juventus sente que faltou para conquistar a Europa.

Manchester United

Fred, do Manchester United (Foto: Getty Images)

Fred é um meio-campista inteligente, técnico e que foi a mais cara contratação do Manchester United na janela. Dá muita qualidade ao setor e pode atuar tanto recuado quanto mais à frente.

Valencia

Mouctar Diakhaby, zagueiro de 21 anos, é visto como alguém muito promissor na França. Se destacou pelo Lyon e chega ao Valencia como uma boa aposta, pronto para subir de patamar.

Young Boys

Mohamed Camara é um zagueiro jovem, de 20 anos, da Guiné e que jogava em Israel, no Hapoel Raanana. Chegou como aposta e ainda não é titular, embora eventualmente jogue.