Grupo chinês confirma compra da Internazionale, mas futuro ainda é uma incógnita

Depois de duas temporadas sob o comando do indonésio Thohir, chineses assumem 70% da Inter, mas as dúvidas permanecem

Durou pouco tempo a empolgação de Eric Thohir como dono da Internazionale. O indonésio deixará de ser o maior acionista do clube e o controle passará a um grupo chinês, o Suning Commerce, um dos maiores grupos de e-commerce da China e também dono do Jiangsu Suning Football Club, um dos times da primeira divisão do Campeonato Chinês. As dúvidas em relação ao futuro do time, porém, permanecem.

LEIA TAMBÉM: Federação da Itália faz uma exigência aos clubes: que deixem o Campeonato Italiano mais italiano

Thohir estava na Inter desde outubro de 2013, quando a sua empresa, International Sports Capital HK Ltd. Comprou 70% das ações do clube. Justamente a parcela que ele vende agora para os chineses. Thohir não conseguiu elevar o patamar da Inter, que tentava voltar à Champions League.

Ficou a uma posição de conseguir isto nesta temporada. Era especulado que Thohir queria vender a Inter e investir em um clube inglês – especula-se que seja o Fulham, atualmente na segunda divisão. O grupo Sunning Commerce anunciou a compra da Inter no Twitter do Jiangsu Suning FC.

Mas, afinal, quem é o grupo que comprou a Inter?

O grupo empresarial

O grande nome do grupo é Zhang Jindong, com fortuna estimada em US$ 4,1 bilhões. É o presidente da Suning Commerce Group, um dos três maiores grupos de e-commerce da China. E tudo começou com a fundação de uma loja Suning em 1990, em Nanjing, como a primeira loja de ar condicionado da região. Em 2004, o grupo abriu capital na bolsa de valores chinesa. Atua online no mundo inteiro e com lojas físicas por várias partes da China, Hong Kong e Japão. São 1.311 lojas em 231 cidades na China.

O braço no futebol

O Jiangsu é um dos clubes que mais gastou na temporada chinesa. O time que tem como técnico o romeno Dan Petrescu tem quatro brasileiros no elenco e dois deles chegaram por uma quantia recorde. Primeiro foi Ramires, contratado junto ao Chelsea por € 28 milhões, recorde da janela no momento que aconteceu.

Dias depois, contratou também Alex Teixeira, um dos jogadores de maior destaque no futebol europeu na época, brilhando pelo Shakhtar Donetsk, que custou € 50 milhões – este o recorde final da janela de transferências. Além dos dois, jogam por lá também Jô, ex-Atlético Mineiro, e Sammir, brasileiro naturalizado croata, que jogou a última Copa do Mundo pelo país europeu.

Como se vê, dinheiro não falta ao grupo, que gastou muito para investir no Jiangsu Suning nesta temporada.

Movimentação de transferências

A entrada do grupo chinês deve acelerar uma reformulação no elenco que a Inter ensaia fazer. O goleiro Samir Handanovic, destaque há algumas temporada, é especulado para sair e pode ser usado para fazer caixa. Os nerazzurri estão de olho em Salvatore Sirigu, goleiro italiano que virou reserva do Paris Saint-Germain após a contratação de Kevin Trapp nesta temporada.

Outro que está na mira é Yayá Touré, do Manchester City. Para a chegada do costa-marfinense, quem deve sair é Marcelo Brozovic, croata que está sendo cotado para venda por € 30 milhões. Outro alvo da Inter é Antonio Candreva, da Lazio.

Tudo isso, porém, dependerá de qual será a política de transferências da Inter sob o comando do grupo Suning Commerce. A Inter ainda precisa se preocupar com o Fair Play Financeiro, já que teve prejuízo no seu balanço nos últimos anos.

O cenário na Itália

Os chineses serão os principais acionistas de um dos maiores clubes da Itália. Como a Inter já era de um estrangeiro, segue como um dos três times que têm donos estrangeiros. A Roma é de um grupo americano, enquanto o Bologna é de um grupo canadense.

O trio pode ganhar uma companhia em breve como clubes com donos estrangeiros. E outro gigante. O Milan deve ser vendido pelo atual dono, o ex-primeiro ministro Silvio Berlusconi, para investidores chineses.

É difícil saber o que esperar dos chineses na Serie A. É inegável, porém, que os torcedores sintam uma ponta de esperança em ver o time forte de novo.