Por que vale a pena acompanhar esse grupo

É discutivelmente um dos grupos com mais camisas pesadas da Champions League. São três antigos campeões do torneio, Barcelona, PSV e Inter, e um time que cresceu muito nos últimos anos para voltar a ser competitivo, o Tottenham. Tende também a ser muito equilibrado, porque embora o Barcelona seja o favorito destacado, a briga por uma segunda vaga será duríssima.

Tottenham é um time que joga bom futebol e tem esperança de ir além do que conseguiu na última temporada, quando caiu de forma surpreendente nas oitavas de final. O Barcelona se reforçou muito, passou a ter um elenco recheado de bons jogadores no banco de reservas. A Internazionale volta à Champions League gastando dinheiro em contratações importantes e sonhando em ao menos chegar ao mata-mata. Por fim, o PSV, em tese o time mais fraco do grupo, é o campeão holandês e deve oferecer alguma dificuldade, especialmente em casa.

O estádio que faz a diferença

O Phillips Stadion (Foto: Getty Images)

O Phillips Stadion, estádio do PSV, é daqueles que o torcedor fica próximo ao gramado e os 35 mil torcedores que lotam o local fazem bastante barulho. Certamente será uma das armas para que o time holandês consiga alguns pontos. É ali que tem a sua melhor chance, com muito barulho para, assim, tentar causar desconforto no visitante. E como é o time mais fraco do grupo, precisará mesmo de todas as armas que tiver à mão.

Lei do Ex

Coutinho, na Internazionale (Foto: Getty Images)

Philippe Coutinho foi levado à Europa pela Internazionale em 2008, quando ainda era um prodígio do Vasco, menor de idade. Continuou no Vasco até 2010, quando, aos 18 anos, se apresentou. Só que na Inter, o ex-vascaíno não conseguiu se firmar. Assim, um ano e meio depois, foi emprestado ao Espanyol. Seus bons seis meses fizeram com que, na volta, ele passasse novamente a ter espaço. Foi só quando foi vendido ao Liverpool, em 2013, que deslanchou na carreira e se tornou o jogador de seleção brasileira que é atualmente. Desde o início de 2018, foi para o Barcelona e agora enfrentará o clube que o recebeu na Europa.

A ambição na fase de grupos

Barcelona

Se classificar com tranquilidade e em primeiro lugar no grupo. É o time mais forte da chave e, mesmo com bons adversários, não ficar em primeiro lugar do grupo será uma decepção.

Tottenham

O objetivo é se classificar. Com o Barcelona como favorito, ocupar a segunda posição já será visto como uma boa posição.

PSV

Chegar ao mata-mata é um sonho, mas o objetivo mais realista é ficar ao menos em terceiro lugar para conseguir uma vaga na Liga Europa.

Internazionale

Luciano Spalletti, da Inter (Foto: Getty Images)

A classificação é o grande objetivo, depois de seis anos fora da Champions League. Uma vaga na Liga Europa será frustrante para o time de Luciano Spalletti.

O ponto forte

Barcelona

O elenco é um dos mais fortes que o Barcelona já teve nos últimos anos, com muitas boas opções em vários setores do campo.

Tottenham

Harry Kane comemora, com Lucas e Dele Alli, gol do Tottenham (Foto: Getty Images)

O conjunto é o grande mérito do time do Tottenham de Mauricio Pochettino. Com um futebol coletivo e equilibrado em todos os setores, tentará usar isso a seu favor.

PSV

O time tem um contra-ataque muito forte e rápido, que é uma arma importante em um grupo em que é o time teoricamente mais fraco.

Internazionale

A defesa é um setor confiável do time, com Stefan De Vrij, contratado nesta temporada, e Milan Skriniar, um dos melhores do time no último ano.

O craque

Barcelona

Lionel Messi é o grande craque do Barcelona, um dos melhores do mundo e um dos melhores da história. É nele que residem as melhores chances do time blaugrana ter sucesso, ainda mais depois que Luis Suárez caiu de rendimento. É, além de tudo, capitão do time.

Tottenham

Harry Kane vive uma das melhores fases da carreira, foi artilheiro da Copa do Mundo, e marca muitos gols pelo Tottenham, sempre os grandes artilheiros da Premier League. É o jogador mais decisivo do time há muitos anos.

PSV

Hirving Lozano, do PSV (Foto: Getty Images)

Hirving Lozano foi o principal jogador do time na temporada passada, com 19 gols em 34 jogos. O mexicano também fez uma boa Copa e é a esperança dos holandeses de uma boa campanha.

Internazionale

Mauro Icardi é um jogador polêmico, mas se tornou pouco a pouco não só o melhor jogador da Inter, como um líder, de fato, algo que poucos imaginavam que ele poderia. Goleador, é um jogador capaz de criar jogadas e as finalizar quase sozinho.

Mister Champions

Barcelona

Lionel Messi, do Barcelona (Foto: Getty Images)

Lionel Messi tem 100 gols só na Champions League, o que o torna o segundo maior artilheiro do torneio, atrás apenas de Cristiano Ronaldo, que tem 120. Foi campeão quatro vezes, o que também o coloca como um grande vencedor.

Tottenham

Hugo Lloris, aos 31 anos, é o capitão do Tottenham e traz a experiência da Champions League desde a época do Lyon. Em um elenco com pouca experiência na competição, Lloris é quem se destaca.

PSV

Mark van Bommel faz o seu primeiro trabalho como técnico no PSV e traz muita experiência com ele. Curiosamente, foi campeão da Champions por um adversário do grupo, o Barcelona, em 2005/06. Além disso, jogou a competição também por vários clubes, com 76 jogos no total na principal competição europeia.

Internazionale

Depois de seis anos longe da Champions League, o elenco tem poucos jogadores que já estiveram na competição. O mais experiente deles será Radja Nainggolan, semifinalista com a Roma na temporada passada, que fez 39 jogos pelo torneio nos últimos quatro anos.

A contratação

Barcelona

Arthur é uma contratação sob medida para o Barcelona. Tem habilidade e sabe controlar o jogo, ditar o ritmo e tem técnica apurada. O brasileiro, de 22 anos, tem tudo para brilhar.

Tottenham

O Tottenham não contratou ninguém, literalmente ninguém. O maior reforço será que Heung-Min Son não precisará se ausentar do time por conta do serviço militar, depois de vencer os Jogos Asiáticos em agosto.

PSV

Érick Gutiérrez chegou do Pachuca por € 6 milhões para retomar a parceria com Hirving Lozano, que foi destaque do time na temporada passada. A parceria já começou a dar frutos no Holandês.

Internazionale

Lautaro Martínez

Lautaro Martínez tem apenas 21 anos, mas chega cercado por grande expectativa. É goleador e tem muito talento e versatilidade. A esperança dos interistas é que com ele o time seja menos dependente de Icardi.