Grupo 4: Peñarol

PEÑAROL

Club Atlético Peñarol
Como chegou à Libertadores: Vice-campeão uruguaio
Melhor campanha: Campeão em 1960,1961,1966,1982 e 1987
Campanha em 2012: Eliminado na primeira fase

 

Destaque

Juan Manuel Olivera. Artilheiro absoluto da equipe carbonera no Campeonato Uruguaio, Olivera anotou 14 tentos e foi o principal atacante da competição. Aos 32 anos, o grandalhão (1,91m) é muito perigoso no cabeceio e dificílimo de ser batido no mano a mano. Sua finalização é excelente e sua presença de área então, nem se fala…

Ponto forte

A defesa. Segunda melhor defesa da atual edição do Campeonato Uruguaio, a dupla formada por Rodríguez e Valdés é osso duro de roer e não economiza nas faltas perto da área. Forte na bola aérea, a retaguarda carbonera não costuma dar muito espaço para o adversário criar suas chances.

Ponto fraco

Nível técnico baixo. Assim como o elenco que esteve na final de 2011 contra o Santos, este Peñarol segue não sendo uma referência técnica. A principal característica é a força, que se bem concentrada pode render bons frutos. Não é o caso do plantel de 2013.

Até onde pode ir

Deve brigar pela segunda vaga da chave 4, isso se não se complicar com Emelec e Iquique, dois times um tanto quanto imprevisíveis. Longe de dar o azar de 2012, quando caiu no grupo da morte com Universidad de Chile, Atlético Nacional e Godoy Cruz, o Peñarol deve se aproveitar da pouca tradição de equatorianos e chilenos, ficando apenas atrás do Vélez.

Time base

Peñarol Campinho

Técnico: Jorge da Silva

VOLTAR AO GUIA