Antoine Griezmann teve uma grande temporada, campeão da Liga Europa pelo Atlético de Madrid e da Copa do Mundo, como um dos líderes da seleção francesa. Ao conquistar o troféu mais cobiçado do futebol, em Moscou, um dos primeiros atos do atacante foi enviar uma mensagem a Diego Simeone, seu técnico no clube. Uma mensagem de agradecimento.

Em entrevista à France Football, Griezmann contou que tirou uma foto do troféu da Copa do Mundo e enviou para Simeone, com a mensagem: “Veja como é bonita. Se a consegui, foi graças a você. Esta taça também é para você”.

Antes do Mundial, as especulações eram fortes de que Griezmann trocaria o Atlético de Madrid pelo Barcelona, mas, a dias da estreia, ele confirmou a sua permanência e renovou contrato com os colchoneros.

Apesar dos títulos e do protagonismo que teve nessas campanhas, Griezmann sequer ficou entre os três finalistas do prêmio de melhor do mundo da Fifa. No entanto, está indicado à tradicional Bola de Ouro, entregue pela própria France Football, e espera que, se não for ele, o vencedor seja francês.

“Fomos campeões do mundo. Somos parte do melhor time do mundo. No melhor time do mundo, deve haver o melhor jogador do mundo, certo? De qualquer forma, é isso que penso. Há votos, opiniões, julgamentos diferentes. Mas eu acredito que um francês tem que ganhar a Bola de Ouro”, afirmou.

Um bom candidato, além de Griezmann, é Kylian Mbappé. “Ele me lembra do Cristiano Ronaldo do Manchester United. Era o cara que jogava pelos lados, driblando muito e marcando, mas ele não buscava o gol. Quando Kylian fizer o que Cristiano fez em Madri, ou seja, pensar apenas no gol, ele vai marcar 50, que nem Cristiano”, encerrou.


Os comentários estão desativados.