Antoine Griezmann, fanático por Football Manager e, portanto, um cidadão de bem, publicou no Twitter uma foto com o seu Arsenal, em meados de abril. No entanto, quatro meses na vida real são uma eternidade no FM. Esta semana, o atacante francês nos atualizou sobre o seu save e mostrou que o jovem Brian Brobbey, jovem da base do Ajax, virou o seu centroavante titular em 2023, roubando a posição de Alexandre Lacazette, que decidiu tirar satisfações e descobriu que havia sido vendido ao Huddersfield, por 23,5 milhões (de libras ou de euros, dependendo da moeda que ele usa).

Lacazette mandou uma resposta em francês ao tuíte – “Cadê eu?” -, e Griezman não teve dó: “2021: campeão da Premier League, Copa da Liga, Champions League, Supercopa da Europa, Mundial de Clubes. 2023: Huddersfield 23,5M”. Crise na seleção francesa, mas, para ser justo com o professor, o valor é bem razoável por um jogador que teria 32 anos em 2023.

Griezmann manteve a formação 4-2-3-1, mas trocou Hirving Lozano por Jadon Sancho na ponta esquerda e Leon Bailey pelo jovem português Trincão na direita. Andy Robertson assumiu a lateral esquerda no lugar de Alex Telles. Raphaël Varane foi contratado para ser a dupla de Matthijs De Ligt na zaga. O belga Alexis Saelemaekers assumiu a lateral direita.

Compare os dois times de Griezmann:

.