O Grenal 442 marcava o último duelo entre os rivais Grêmio e Internacional neste ano de 2019. Era também a última chance do Colorado vencer o Tricolor, com uma vitória para o time de Renato Portaluppi e três empates. O jogo na Arena Grêmio teve um time melhor o tempo todo e, assim, os gremistas venceram por 2 a 0, em um jogo que não sofreu muito com o adversário. Com isso, o time continua próximo aos primeiros colocados da tabela em busca de uma das quatro vagas diretas para a Libertadores via Campeonato Brasileiro.

Os dois técnicos escalaram os times de forma ofensiva, o que é curioso. O Grêmio era esperado, com uma linha ofensiva com Alisson, Luciano e Everton Cebolinha, com Diego Tardelli mais à frente. O Inter, por sua vez, foi escalado por Zé Ricardo com Guilherme Parede, Neílton e Wellington Silva, além de Paolo Guerrero à frente. Patrick, D’Alessandro e Nico López começaram no banco.

Só que o jogo foi de um lado só. Se o Inter queria ser ofensivo, ficou na vontade, porque era o Grêmio quem controlava o jogo. Tinha em Maicon e Matheus Henrique os dois jogadores que trocavam mais passes. Foram os dois que mais fizeram passes, com 69 para Matheus e 66 para Maicon. O jogador com mais passes no Inter foi Rodrigo Lindoso, com 38.

O placar de 2 a 0 começou a ser construído aos 34 minutos. Pedro Geromel completou de cabeça um cruzamento de Alisson. Foi o placar do primeiro tempo, mas poderia ter sido mais. No primeiro tempo, foram 11 chutes a gol do Grêmio, com quatro deles no alvo. O Inter chutou cinco vezes, nenhuma certa.

Um ato no início do segundo tempo tornou a missão do Grêmio ainda mais difícil. Aos cinco minutos, em um lançamento para Luciano, o goleiro Marcelo Lomba dividiu, a bola foi para fora da área e ele foi para cima do jogador do Grêmio com uma voadora. O árbitro mostrou o cartão vermelho. Os jogadores do Inter reclamaram dizendo que o assistente marcou o impedimento, o que de fato aconteceu. Apesar disso, pela regra, o árbitro Flávio Rodrigues de Souza fez o certo: marcou o impedimento, mas manteve o cartão.

Ali, as coisas que já estavam difíceis se complicaram mais ainda. O Grêmio manteve o domínio do jogo até ampliou. O Inter continuava com muita dificuldade para chegar ao ataque, mesmo com a entrada, já no intervalo, de Andrés D’Alessandro. O Grêmio era quem continuava criando. E aos 33 minutos, marcou o segundo, de forma até inusitada. Trabalhou a jogada, chegou pela esquerda com Pepê e o atacante rolou para o meio. O volante Rômulo, que entrou no lugar de Maicon, chutou de fora da área para marcar: 2 a 0.

No final, o Grêmio controlou todas as ações. Foram 21 chutes a gol, nove no alvo e o Inter não conseguiu dar um chute sequer no segundo tempo. Nenhum. As coisas não andaram para o time visitante. Deixa o gramado com um 2 a 0 contra que não foi mais porque o Grêmio controlou o jogo que conseguiu jogar com tranquilidade.

O Grêmio se coloca como um candidato muito forte a ficar entre os quatro primeiros colocados do Campeonato Brasileiro. É um time melhor que o São Paulo, que está à frente, mas precisará mostrar isso em campo, porque ficou muito tempo sem dar a importância devida. O Inter segue na disputa por G6, já que está empatado com o sexto colocado.

Standings provided by Sofascore LiveScore