Aston Villa e Birmingham City representam a principal rivalidade de West Midlands, uma das maiores da Inglaterra. O chamado “Second City Derby” possui os seus episódios de provocação e também de violência, com embates entre torcedores nas últimas décadas. Ainda assim, a covardia extrapolou todos os limites neste domingo, em clássico válido pela Championship. Durante o jogo no Estádio St. Andrew’s, um criminoso no setor das arquibancadas do Birmingham invadiu o campo e deu um soco na cabeça de Jack Grealish, pelas costas do jogador do Aston Villa. O boçal terminou contido pela segurança e preso, embora tenha indicado sua satisfação pelo descontrole. A resposta de Grealish, no entanto, foi a melhor possível. Apesar de tudo, o camisa 10 dos Villans manteve sua calma e permaneceu em campo. Terminou como o herói da tarde, também por anotar o gol que garantiu a vitória de sua equipe por 1 a 0.

O momento inacreditável aconteceu aos dez minutos de jogo. O clima já era tenso, com embates entre as torcidas nos arredores do estádio e desentendimentos entre os jogadores logo após o apito inicial, mas nada que justificasse o ato. O imbecil de boina entrou correndo no gramado e foi diretamente a Grealish, agredindo o principal jogador do Aston Villa. O camisa 10 caiu sem entender direito o que aconteceu e o invasor foi contido imediatamente por um segurança. Enquanto os atletas do Villa se preocuparam principalmente em conter o idiota, os do Birmingham foram prestar socorro ao adversário. Por sorte, o soco em direção à mandíbula do meia não causou consequências piores. Segundo as informações iniciais da polícia de West Midlands, o agressor foi preso e permanecerá sob custódia.

E a resposta mais contundente de Grealish viria dentro do próprio Estádio St. Andrew’s, durante o segundo tempo. O camisa 10 anotou o gol que valeu a vitória do Aston Villa por 1 a 0. Recebeu a bola na entrada da área e gingou diante da marcação, antes de acertar um chute rasteiro que morreu no canto da meta adversária. Na comemoração, o meia saiu correndo para pular entre os torcedores no setor visitante. Redenção enorme que vale bastante aos Villans na tabela da Championship. O time ainda tenta buscar o acesso e ocupa a nona colocação na tabela, a quatro pontos da zona de classificação aos playoffs. O Birmingham City é o 11°, ultrapassado pelos rivais, um ponto atrás após o clássico.

Grealish viu o ocorrido pelo lado positivo, especialmente pela maneira como terminou a tarde: “Foi o melhor dia da minha vida. Chegar aqui, ser capitão do Aston Villa e anotar o gol da vitória: é disso que os sonhos são feitos, especialmente para mim, como um torcedor do Villa. Estava desavisado no momento, voltando para minha posição quando senti uma pancada na lateral do rosto. Obviamente, há rivalidade e esse tipo de coisas no futebol, mas não acho que exista espaço para uma agressão como esta. Apenas tentei continuar meu trabalho na sequência do clássico. Anotar o gol decisivo é inacreditável, depois do que aconteceu no primeiro tempo”.

Logo ao término do dérbi, o Aston Villa publicou uma nota condenando o ato: “Uma linha vermelha foi cruzada por este ataque covarde em campo contra um jogador, o que não tem precedentes no futebol inglês. Confiamos que o perpetrador sentirá a força total da lei e as autoridades investigarão as circunstâncias que cercam o incidente deplorável de hoje. As rivalidades são parte do jogo. Entretanto, como temos certeza que os amigos do Birmingham City concordariam, ter a segurança de um jogador colocada sob tal risco é um sério motivo de preocupação para toda a comunidade do futebol”.

O Birmingham City, da mesma maneira, deu uma resposta firme e garantiu que o agressor estará banido pelo resto da vida de frequentar as partidas no Estádio St. Andrew’s: “Gostaríamos de pedir desculpas a Jack Grealish e ao Aston Villa pelo incidente no dérbi desta tarde. Lamentamos o comportamento do indivíduo que cometeu este ato e tenham certeza que ele será banido de St. Andrew’s por toda a vida. O clube também irá apoiar qualquer outra punição que este indivíduo possa enfrentar conforme a lei. O clube trabalhará com as autoridades relevantes para investigar todas as circunstâncias e revisará os procedimentos de segurança no nosso estádio. O que aconteceu não tem lugar no futebol ou na sociedade. Jack é um rapaz de Birmingham e, independentemente do clube que defende, não deveria ser submetido a isso. Não há explicações. De novo, pedimos desculpas a Jack e todos do Aston Villa”.

A Football League se manifestou, apontando que irá apoiar a Football Association nos procedimentos. A federação deverá aguardar o relato do árbitro para iniciar as investigações sobre o incidente, que devem render também punições esportivas ao Birmingham City. A expectativa é de que o clube receba uma sanção pesada. Uma imbecilidade que também compromete suas ambições de entrar na zona de classificação aos playoffs da Championship.