O ex-treinador do Chelsea, Avram Grant, afirmou que trabalhar com Roman Abramovich, dono dos Blues, é fácil e o português André Villas-Boas não terá problemas.

Grant, que foi diretor do futebol do Chelsea, assumiu como técnico após a demissão de José Mourinho em setembro de 2007 e levou o time à final da Liga dos Campeões ao final daquela temporada, em 2008. Foi derrotado pelo Manchester United nos pênaltis.

“É fácil trabalhar com Roman Abramovich”, disse o israelense. “Eu li nos jornais pessoas dizendo que ele interfere, mas não é verdade. Ele dá tudo que você quer e você às vezes sente até medo de falar algo porque você sabe que no dia seguinte você terá”, explicou o treinador.

“Se você vir o centro de treinamentos em Cobham e mesmo as categorias de base são do mais alto nível. Ele é um perfeccionista. Ele quer alcançar o melhor e ele dará tudo para chegar lá, então ele quer os resultados, mas é fácil trabalhar com ele”, diz ainda o treinador.

“André é muito jovem, mas ele está envolvido com futebol há muito tempo”, disse Grant sobre Villas-Boas, que ainda lembrou que o português era parte da comissão técnica de José Mourinho.

“Nós temos que lembrar que quando José veio, ele não tinha muito mais experiência do que ele. Ele estava no Porto há dois anos – e Pepe Guardiola veio direto ao cargo no Barcelona depois de dirigir o time B”, lembrou Grant.

O ex-auxiliar técncico Ray Wilkins, demitido durante a atual temporada, acredita que o maior desafio de Villas-Boas será o vestiário do clube.