Nem sempre os atos de generosidade que acontecem nos bastidores do futebol chegam à mídia. Natural que alguns jogadores façam com boa vontade, não para aparecer. Entretanto, ainda bem que o gesto do lateral Rafael da Silva, atualmente no Lyon, tenha vindo à tona graças ao L’Equipe, mesmo que um ano depois. O brasileiro merece muitos aplausos por sua postura.

Em setembro de 2015, Rafael sofreu uma séria lesão muscular. A ruptura no músculo da coxa o deixaria um mês parado. Recém-contratado junto ao Manchester United, o defensor foi até os seus novos chefes e pediu para que não recebesse o salário durante o período. Grande atitude? Calma que tem mais.

O Lyon simplesmente não poderia aceitar o pedido de Rafael. Havia questões legais, presentes no contrato, que não permitem a suspensão do salário. No entanto, a diretoria encontrou uma solução: encaminhou o jogador à OL Foundation, braço do clube que realiza serviços sociais na comunidade. Lá, o brasileiro conheceu o trabalho feito junto ao Instituto de Hematologia e Oncologia Pediátrica de Lyon, referência europeia no combate ao câncer, que recebe apoio dos Gones desde 2011. Coube ao lateral bancar um belíssimo projeto.

Com o salário que Rafael abriu mão, o Lyon comprou um robô, através do qual os jovens torcedores internados no Instituto podem visitar o Parc Olympique Lyonnais, novo estádio do clube. As crianças impedidas de sair do hospital e ir às arquibancadas controlam o equipamento, por meio de câmeras. Através dele, transitam pelos corredores do estádio, mesmo os restritos aos funcionários, e podem conversar com os jogadores. Uma maneira de motivar na luta pessoal contra a doença, assim como oferecer uma injeção de ânimo ao próprio time.

“Eu gosto de jogar e de ser pago por isso, mas eu não estava jogando. Fico feliz que eu tenha ajudado as crianças, mas isso também foi bom para mim. Isso me fez bem”, declarou Rafael. A primeira experiência aconteceu em janeiro, durante jogo contra o Olympique de Marseille. Dois pacientes isolados no hospital, por conta da baixa imunidade, usaram o robô. Vale conferir: