Após marcar quatro gols na vitória do Bayern Munique por 7 a 0 sobre o Basel, Mario Gómez manteve a humildade. Comparado com Lionel Messi por conta dos cinco tentos anotados pelo argentino na última semana, o centroavante preferiu evitar comparações com o camisa 10 do Barcelona. O alemão soma 10 gols na artilharia da Liga dos Campeões, dois a menos que Messi.

“Eu nunca serei tão bom quanto Messi e nunca tentarei ser. Ele é completamente diferente de mim. Não há como igualá-lo. Vejo-o como o melhor jogador da atualidade”, declarou o atacante.

Quem também comentou o resultado foi o técnico Jupp Heynckes, que rasgou elogios aos bávaros: “Todo o crédito vai para o meu time. No geral, foi uma partida perfeita. Jogamos nosso melhor futebol do começo ao fim. Tinha dito aos jogadores para marcarem um gol cedo. Depois que abrimos o placar, fomos inteligentes, muito calmos”

O treinador também comentou a importância da imposição de seu time para minar as chances do Basel: “Nosso posicionamento e organização foram muito bons e mantivemos o nível após o intervalo. Psicologicamente, o segundo e o terceiro gols vieram em um ótimo momento. O Basel ficou desmoralizado depois disso. Mostramos nossa vontade de avançar às quartas de final”.