Ludovic Giuly foi um jogador importante do Barcelona de Frank Rijkaard. Depois de pintar bem no Lyon em 1994, brilhou intensamente pelo Monaco, vice-campeão europeu em 2003/04. Foi quando chamou a atenção do Barcelona. Contratado pelo clube catalão por € 7 milhões, se tornou um titular do ataque. Ficou no clube até 2006/07, quando já tinha virado reserva de um jovem Lionel Messi. Deixou o clube em 2007, onde defendeu a Roma. O francês contou sobre como foi quando o argentino, então com 16, treinou com o time principal e acabou com os titulares.

LEIA TAMBÉM: O grande jogo de James é para lembrar Zidane que ele continua podendo ser útil no Real Madrid

O atacante lembra que em uma data Fifa, com muitos jogadores defendendo suas seleções, o técnico Frank Rijkaard convocou jogadores do Barcelona B para treinarem com o time principal e completarem o grupo. Na época, o time B treinava no Mini Estádio (onde o time manda suas partidas nas divisões inferiores). Um deles era Lionel Messi, aquele cabeludo jogador baixinho e canhoto.

“Com apenas 16 anos, ele acabou com a gente em um treino. Deram várias pancadas nele para que ele não os colocasse em evidência, mas ele se calava, se levantava e seguia jogando. Cometia atentados em cada jogada. Era incrível. Ele driblava quatro defensores e fazia o gol ao ponto de deixar nervosos os titulares da defesa do time, que cometiam atrocidades com ele. Mas Leo aguentava. Era um alienígena. Ele matava todos nós”, contou o ex-ponta francês, campeão da Champions League pelo Barcelona como titular, em 2006.

A estreia de Messi no time profissional do Barcelona foi em 2003, justamente quando tinha 16 anos. Na época, ele foi chamado por Rijkaard para o amistoso com o time principal contra o Porto, na inauguração do estádio do Dragão. Naquele jogo, curiosamente, ele jogou com Luis Enrique, atualmente técnico do time. Ele recebeu passe do então atacante do Barcelona, mas o time perdeu por 2 a 0.

Na temporada 2004/05, ele já fazia parte do elenco principal e marcou o seu primeiro gol em jogos oficiais pelo clube: contra o Albacete, no dia 1º de maio de 2005. É o gol que ele comemora na foto deste texto. Apenas o primeiro de tantos gols que ele marcaria no Camp Nou.

Na campanha do título da Champions League de 2005/06, o time de Rijkaard, Giuly foi titular na final, mas só por um detalhe. Lionel Messi, este que acabava com os defensores titulares nos treinos aos 16 anos, foi titular do time até as oitavas de final, quando se machucou seriamente no jogo contra o Chelsea e não jogou mais naquela temporada.

Messi, então, se tornaria o grande jogador do time algum tempo depois, especialmente quando saíram Ronaldinho e Deco do time e abriram espaço para ele, Iniesta e Xavi tomarem conta do time, já sob o comando de Pep Guardiola, em 2008. O que vemos desde então é o crescimento de um dos melhores jogadores que o futebol já viu. Que, aos 16 anos, já assustava quem treinava com ele.

Chamada Trivela FC 640X63