Olivier Giroud não atravessou o seu longo jejum apenas na Copa do Mundo. O centroavante passou impiedosos seis meses sem marcar pelo Chelsea, desde a vitória no duelo com o Liverpool pela Premier League passada, em maio. Que tenha acontecido uma intertemporada no meio do caminho e que o francês não seja titular dos Blues, os 11 jogos sem balançar as redes em 2018/19 deveriam ser incômodos a qualquer camisa 9. E nesta quinta, finalmente o veterano encerrou a espera, assegurando a classificação aos mata-matas da Liga Europa. Graças a um tento de Giroud, os londrinos bateram o Bate Borisov por 1 a 0 e seguem com 100% de aproveitamento na competição.

Não foi um jogo fácil para o Chelsea. Campeão nacional no final de semana, comemorando seu 13° título consecutivo, o Bate Borisov parecia motivado a cometer o crime. Chegou a mandar três bolas na trave, assim como exigiu um milagre de Kepa Arrizabalaga. Contudo, os reservas dos Blues fizeram a sua parte. Mantiveram o domínio da posse de bola, apesar das claras dificuldades em quebrar a defesa adversária. O gol da vitória aconteceu aos dez minutos do segundo tempo. Cruzamento de Emerson para Giroud completar de cabeça. No final, ainda houve tempo para sustos dos anfitriões, com uma das bolas no poste, mas nada que alterasse o placar.

O Chelsea soma 12 pontos em quatro rodadas da Liga Europa, garantido nos 16-avos de final. Anotou seis gols e sofreu apenas um, mantendo a segurança no torneio, sem precisar se esforçar tanto. Enquanto isso, a segunda vaga permanece aberta. O MOL Vidi soma seis pontos, mas Bate Borisov e PAOK seguem com chances, ambos com três.